A inusitada advertência da Apple sobre risco ao iPhone com vibrações de motos

A inusitada advertência da Apple sobre risco ao iPhone com vibrações de motos
Motores de alta potência podem danificar sistema de c√Ęmeras, alerta empresa. Problema s√£o as vibra√ß√Ķes intensas de alta amplitude geradas pelos motores potentes

Getty Images via BBC

A Apple emitiu aviso aos usu√°rios de iPhone alertando que motocicletas com motores potentes podem danificar o sistema de c√Ęmeras dos telefones da marca.

As vibra√ß√Ķes do motor podem prejudicar o estabilizador de imagem (OIS na sigla em inglês, de "optical-image stabilisation") e o foco autom√°tico ("closed-loop autofocus"), disse a empresa em comunicado.

Diversos modelos seriam suscetíveis aos danos.

LEIA MAIS:

Novos iPhones, relógios e mais: o que esperar do evento da Apple

Apple libera correção para brecha de segurança usada por software de espionagem Pegasus

Assim, a recomenda√ß√£o é que o aparelho n√£o seja afixado em motocicletas potentes – muitas vezes o telefone é colocado em um suporte conectado ao guid√£o do veículo para que o motorista acesse aplicativos de navega√ß√£o durante seu trajeto.

Em motocicletas com motores menos potentes, como scooters, a Apple aconselha que os usu√°rios utilizem acessórios para telefone que amortecem vibra√ß√Ķes.

A empresa explicou que motores de alta potência geram "vibra√ß√Ķes intensas de alta amplitude" que se propagam pelo quadro e pelo guid√£o do veículo e podem danificar sistemas que s√£o projetados para melhorar a qualidade da imagem, neutralizando movimento, vibra√ß√Ķes e os efeitos da gravidade.

"A exposi√ß√£o direta a vibra√ß√Ķes de alta amplitude dentro de certas faixas de frequência pode deteriorar o desempenho desses sistemas e levar à redu√ß√£o da qualidade de imagem de fotos e vídeos", diz o texto.

Nas redes sociais, v√°rios donos de motos disseram que seus iPhones foram danificados após serem presos no suporte na estrutura dos veículos.

Veja como evitar o golpe da maquininha quebrada:

Fant√°stico mostra como se proteger de golpe que explodiu com a pandemia