Brasil aumenta cobertura de 8 vacinas do calendário infantil em 2023

O HPV √© a infecção sexualmente transmiss√≠vel mais comum no mundo e est√° associada a mais de 90% dos casos de câncer de colo do √ļtero e de ânus

Ministra da Saúde, Nísia Trindade, apresenta o balanço do Movimento Nacional pela Vacinação na sede da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS)- Antonio Cruz/Agência Brasil

Ministra da Saúde, Nísia Trindade, apresenta o balanço do Movimento Nacional pela Vacinação na sede da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS)- Antonio Cruz/Agência Brasil

Em relação à vacina contra o HPV, o n√ļmero de doses aplicadas cresceu 30%. Desde 2014, quando iniciou-se a imunização, a cobertura apresentava queda, apesar do aumento da faixa et√°ria e inclusão dos meninos como p√ļblico-alvo.

"Essa foi uma vacina alvo dos negacionistas. A aplicação caiu ano após ano", reforçou o diretor Eder Gatti.

O HPV é a infecção sexualmente transmiss√≠vel mais comum no mundo e est√° associada a mais de 90% dos casos de câncer de colo do √ļtero e de ânus.

A vacina, dispon√≠vel no SUS, para meninas e meninos de 9 a 14 anos, além de mulheres e homens de 15 a 45 anos vivendo com HIV/aids, transplantados e pacientes oncológicos. A partir de agosto, passou também a ser oferecida a v√≠timas de abuso sexual.