O cirurgião-dentista Dr. Antônio Fernando Gentil, de Porto Ferreira, realizou mais um curso de especialização este mês, desta vez na Universidade de Gotenburgo, na Suécia.
A quarta edição do Curso de Implantodontia e Cirurgia teve aulas ministradas por professores do Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial daquela instituição de ensino.

Leia mais...

O juiz Milton Gomes Baptista Ribeiro, da 1ª Vara da Comarca de Porto Ferreira, julgou improcedente uma ação civil de improbidade administrativa promovida pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, em que o acusado é o ex-vice-prefeito (2013-2016) Valdir Bosso (PSDB). A acusação era sobre irregularidades durante a execução do programa Melhor Caminho, no governo Renata Braga (PSDB), quando Valdir Bosso ocupava o cargo de diretor do então Departamento de Obras e Serviços Municipais. Cabe recurso para instância superior.

Leia mais...

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgou a variação de emprego em Porto Ferreira no mês de maio. No município ferreirense foram criadas 22 vagas formais de trabalho. Embora seja um número positivo, isto mostra uma pequena queda na oferta, uma vez que em abril 85 postos haviam sido criados. Desde janeiro o resultado é positivo, com a criação de 261 vagas no total.
O setor que mais puxou o crescimento da oferta de vagas em maio foi o de serviços, com saldo de 36 novos postos criados, entre as demissões e admissões. Outros setores com números positivos foram a administração pública (4) e o agrícola (4).
Os setores que tiveram saldo negativo foram a indústria (-12), a construção civil (-2) e do comércio (-8).

A Prefeitura de Porto Ferreira corre o risco de perder uma verba de R$ 650 mil destinada ao início das obras da ponte sobre o rio Santa Rosa. O prazo para utilização dos recursos, que são do Governo do Estado, está terminando. Contudo, a Administração Municipal não pode utilizar o valor devido à falta de decisão da Câmara Municipal com relação ao projeto de revisão do Plano Diretor (PD) do Município.

Leia mais...

O Resina durou pouco mais de 6 anos e tenho orgulho de dizer que fizemos história na música local. Durante aquele tempo fomos praticamente a única banda de rock da cidade. Pelo menos os únicos que se apresentavam regularmente. Que levavam público aos shows. Tocamos e ficamos conhecidos em toda a região. Foram muitos shows e muita diversão. Fizemos inúmeras amizades, talvez o principal de tudo. Mesmo sem a banda, nós, integrantes, continuamos também muito amigos e próximos.

Leia mais...