Todas as vezes em que se fala de patrimônio sempre a mesma pergunta paira sobre a cabeça de várias pessoas: bens materiais. Mas e os bens imateriais, aqueles que vivem na lembrança das pessoas, que são mantidos através de instituições e outros patrimônios, normalmente mantidos por iniciativas governamentais ou um grupo de pessoas que decidem manter determinado bem para que toda a sociedade usufrua e possa fruir de todo acervo cultural preservado e mantido por aquela organização.

Leia mais...

Em entrevista para o Jornal do Porto/TV, o Promotor de Justiça da cidade de Porto Ferreira, Dr. Gustavo Ferronato, fala sobre a Ação Cívil Pública, movida contra o Banco do Brasil na cidade de Porto Ferreira, onde uma liminar concedida pela Justiça, determina que o Banco restabelaça o atendimento em cinco dias. Assista a entrevista clicando no link abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=OfNB2W5gwgM&t=295s

 

A Agência Reguladora de Porto Ferreira, por meio de seu superintendente Élcio Arruda e do chefe da divisão financeira, Luís Henrique Paludetti, se reuniu na última semana com a empresa responsável pelo transporte público no município, a Transporto, representada pela sra. Ana Paula, e com o chefe da Seção de Mobilidade Urbana da Prefeitura, Fábio Vanin, para discutir, entre outros assuntos, a sinalização e demarcação de novos pontos de ônibus.

Leia mais...

Válido como documento oficial a publicação impressa na edição do dia 24/11/2017 do Jornal do Porto conforme lei 8666/1993 e 10.520/2002 do Decreto Municipal nº 80 de 11/06/2013

Leia mais...

Na última segunda-feira o site G1 e a EPTV trouxeram reportagem em que moradores da Estância dos Granjeiros reclamavam da situação de ruas não pavimentadas no bairro, principalmente da rua Décio Vieira Palma.
A matéria informava que o asfaltamento da rua Antônio Justiniano, ao preço de R$ R$ 231,97 mil, terminou há quase um mês, mas a reclamação é que ruas próximas não foram incluídas na pavimentação.

Leia mais...

O promotor de Justiça Gustavo Ferronato encaminhou esta semana ofício à presidente da 135ª Subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Porto Ferreira, Luciane Eleutério, comunicando que instaurou no dia 10 de novembro um inquérito civil para verificar a “regularidade da suspensão parcial das atividades do Banco do Brasil, Agência de Porto Ferreira, em razão de tentativa delitiva, com incêndio, acarretando possível prejuízo aos correntistas/consumidores”.

Leia mais...