Na última segunda-feira o site G1 e a EPTV trouxeram reportagem em que moradores da Estância dos Granjeiros reclamavam da situação de ruas não pavimentadas no bairro, principalmente da rua Décio Vieira Palma.
A matéria informava que o asfaltamento da rua Antônio Justiniano, ao preço de R$ R$ 231,97 mil, terminou há quase um mês, mas a reclamação é que ruas próximas não foram incluídas na pavimentação.

Quando chove, a situação fica pior porque falta galeria de escoamento. “As cabeceira dos quarteirões foram rebaixadas, mas estavam todas certas, niveladas. Aí a água desce”, diz o aposentado Aparecido Momesso.
A falta de drenagem faz com que rua fique cheia de poças. O bueiro acabou de ser instalado, mas já está cedendo à pressão. Os moradores esperam que os problemas sejam resolvidos. “Não deram o acabamento necessário, qualquer engenheiro que chegar aqui vai ver que está completamente fora dos padrões”, disse o administrador de empresas Ivo de Oliveira Caprioglio.
Outro lado – A reportagem do Jornal do Porto teve acesso à nota que a Prefeitura, por meio da Assessoria de Comunicação, Cerimonial e Eventos enviou à emissora sobre o fato relatado pelos moradores. Veja a íntegra:
“A Estância dos Granjeiros é um loteamento de chácaras de recreio e lazer existente há mais de 30 anos. A pavimentação da rua Antônio Justiniano, que ocorreu recentemente, foi executada com recursos de uma emenda parlamentar, e possibilitou o primeiro acesso asfaltado a quatro bairros da região leste. A execução de drenagem e pavimentação nas demais ruas será proposta aos moradores por meio de um PCOM - Plano Comunitário de Obras e Melhorias, pelo qual eles pagam parceladamente os investimentos realizados. Porém, a rua Décio Vieira Palma já está recebendo obras de drenagem executadas pela Prefeitura, que servirão também a uma futura pavimentação. A previsão de término é até o final de novembro”.

0
0
0
s2sdefault