Depois do show da Rita Lee em 1983, se não estou enganado o próximo grande show que assisti foi em maio de 1984 (ou seria 85?), aqui mesmo em Porto Ferreira, no ginásio Adriano José Mariano. Lembro do mês de maio porque foi próximo ao meu aniversário.

A banda: Rádio Táxi. Para quem não conhece ou não se lembra, um dos melhores “conjuntos” de pop/rock do início da década de 1980. Na época eu já tocava bem o violão e ficava vendo revistas de rock com aquelas guitarras maravilhosas, Gibsons e Fernders, sonhando em ter a minha. Um show com uma banda da moda era a grande pedida para um garoto como eu.
Como eu treinava vôlei no ginásio, foi fácil saber como seria a movimentação no dia do show, marcado para a noite. Por volta das 13 horas já estava lá nas arquibancadas esperando os roadies descarregarem os equipamentos. E que equipamentos! Aqueles estojos de Fender e outras marcas. Mas nada de aparecer a banda. O jeito foi mesmo apreciar os roadies tirando instrumentos e montando tudo.
O Rádio Táxi foi formado por músicos que acompanhavam a Rita Lee (olha a coincidência). Lee Marcucci, o baixista, tinha tocado com ela desde o Tutti-Frutti. O baterista era o Gel Fernandes, que no show usou uma mistura de bateria acústica e tontons eletrônicos, além de umas mangueiras com luzes coloridas que eram o máximo do visual na época. No vocal principal, o novo vocalista da banda, Maurício Gasperini. E na guitarra um dos meus ídolos, Wander Taffo, que morreu há 10 anos, ainda muito novo. Ele é considerado por muitos como um dos maiores guitarristas que este país já teve.
O show lotou o ginásio, pois o Rádio Táxi fazia aquele pop ideal para a época das FMs. E os caras não decepcionaram. Lembro que o Lee estava com um baixo Steinberger, o mais moderno da época, que não tinha o headstock, onde vão as tarraxas, e era feito de fibra. O Taffo tocou com umas três guitarras diferentes. Todos com aquele visual new wave que estava começando a estourar: cabelos curtos ou com mullets, muito gel, roupas de cores cítricas e berrantes.
Enfim, foi um grande show para Porto Ferreira na época. Pena que nunca mais tenham vindo boas bandas e artistas no ginásio, pelo que eu me lembre.
Na virada para a década de 1990 eu encontrei com o Taffo numa sorveteria em São Sebastião. Estava com a mulher e uma criança, já bem cabeludo. Troquei um “oi, sou seu fã” – parece que ninguém o reconheceu na sorveteria – e ele timidamente sorriu e agradeceu. Algum tempinho depois ele montou um super grupo, a Banda Taffo, com os irmãos Busic, que viriam a formar depois o Dr. Sin. Adorava ver pela TV as apresentações deles no “Matéria Prima”, da Cultura. Excelente banda, que foi alvo de reportagem até da MTV americana na época.
O Rádio Táxi ainda lançou alguns trabalhos no decorrer dos 80, mas depois a banda deu uma sumida. Lembro que eles vieram algumas vezes no Amarelinho, em Descalvado, já sem o Taffo, onde eu tocava com o Resina. Eles assinaram os nomes na parede de trás do palco. Fiz questão de assinar ali perto.

0
0
0
s2sdefault