Na maioria das vezes o cidadão comum tem sua atenção voltada apenas para a importância e a riqueza de grandes centros do Brasil ou do mundo, como São Paulo e Rio de Janeiro, ou Nova Iorque, Londres, Paris e Xangai. Mas não percebe a importância que sua cidade/município ocupa na própria região, país, ou mesmo no mundo em que vive. Tal fato se dá com nossa cidade, Porto Ferreira. Isso mesmo, a cidade cheia de desafios a superar como violência, desemprego, saúde e educação.

Pesquisa recente realizada por Moisés Anacleto Bercke, servidor do Poder Judiciário e especialista em geopolítica e relações internacionais, sobre os dados mais recentes divulgados no site do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e sobre o novo estudo, “O recorte das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias brasileiras”, no qual o país é dividido 134 Regiões Intermediárias para facilitar o planejamento, desenvolvimento e implementação de políticas públicas pelo Poder Público, objetivando um melhor atendimento à demanda da população por serviços públicos, e para a divulgação de estatísticas pelo próprio IBGE, mostrou a importância da nossa região para o cenário nacional.
Desta forma a Região Intermediária de Araraquara, que conta com 26 município e engloba a Região Imediata de São Carlos (que destes 26, possui 9), após a pesquisa realizada por Moisés Bercke, revelou-se como uma das mais ricas regiões do país.
Com um Produto Interno Bruto – PIB (total das riquezas produzidas por um município / estado / país num determinado período) de R$ 36,5 bilhões, se fosse um Estado brasileiro seria o 24º que mais produz riquezas, estando à frente de Roraima, Amapá, Acre e Tocantins, com apenas 12.083 km² de área, e uma população de 1.122.048 habitantes.
Agora, se fosse um país, com esse PIB (que em dólares, equivaleria a cerca de U$ 11,3 bilhões), nossa região estaria à frente de cerca de 60 países do mundo, como por exemplo Armênia, Bahamas, Guiné-Bissau, Jamaica, Haiti, Moçambique, San Marino e Timor Leste.
E a cidade de Porto Ferreira assume posição de destaque nessa Região que equivale a um Estado/País.
Com um PIB de R$ 1,7 bilhões, nossa cidade ocupa a 5ª colocação nessa região, atrás apenas de Araraquara (sede da região), São Carlos, Matão e Pirassununga, representando cerca de 4,75% da economia regional.
Por outro lado, se formos tratar da “Renda Per Capita”, que é o total de riquezas produzidas pela cidade, dividida pelo seu número de habitantes, nossa cidade ocuparia a 7ª posição, estando atrás de Gavião Peixoto, Dourado, Matão, São Carlos, Araraquara e Descalvado, mas à frende de Pirassununga, por exemplo.
E com relação a sua “Produção Industrial”, ou seja, o segundo setor de uma economia, nossa cidade alcançaria novamente a 5ª colocação, atrás apenas de São Carlos, Araraquara, Matão e Gavião Peixoto.
Por final, outro dado importante: Porto Ferreira tem um PIB maior do que o PIB somado de suas vizinhas, Santa Rita do Passa Quatro (R$ 595,7 milhões), Tambaú (R$ 498,4 milhões) e Santa Cruz das Palmeiras (R$ 413,6 milhões), as quais totalizam o valor de R$ 1.506.897.660,00, sendo que estas duas últimas pertencentes à Região Intermediária de Campinas.
Os dados acima pesquisados são do ano de 2015, a última atualização disponibilizada pelo IBGE.

0
0
0
s2sdefault