O Ministério Público de São Paulo está promovendo um amplo levantamento do número de médicos concursados em todo o Estado de São Paulo. Segundo apurou a reportagem do Jornal do Porto, o pedido de informações também foi feito à Prefeitura de Porto Ferreira.
Além da identificação de cada profissional, de acordo com o MP, busca-se conhecer o ente público a que está vinculado, o local de trabalho, os dias e horários trabalhados e a carga horária total semanal.

“Isso possibilitará vários diagnósticos sobre essa importante parcela dos recursos humanos, principalmente do Sistema Único de Saúde, como a distribuição geográfica dos profissionais no Estado, a quantidade e natureza dos vínculos mantidos e a carga horária cumprida. Para isto, é necessário que os órgãos públicos acionados enviem até 05.10.2018 as informações atualizadas relativas aos médicos concursados, através de planilha eletrônica”, diz texto do site do MP-SP sobre o programa, intitulado Projeto Supermédicos.
O objetivo do trabalho seria mapear esses recursos humanos para subsidiar medidas de aprimoramento do SUS e de defesa do patrimônio público. As informações estão sendo solicitadas a todas as esferas governamentais (União, Estados e Municípios), além de autarquias que prestem serviços de saúde no âmbito do SUS.
Com o cruzamento de dados será possível saber, por exemplo, se há médicos acumulando cargos de maneira ilegal. Profissionais da área da saúde podem ocupar no máximo dois cargos públicos, ainda assim se houver compatibilidade de horários. O MP teria informações, contudo, de servidores da área médica que acumulam mais funções, normalmente em outras prefeituras ou no Estado.

0
0
0
s2sdefault

Jornal do Porto TV