Netflix revela que brasileiros buscam tramas com as quais possam se identificar

Netflix revela que brasileiros buscam tramas com as quais possam se identificar

A Netflix n√£o costuma falar muito sobre os n√ļmeros de sua plataforma e, normalmente, ela somente revela algumas coisas que justifiquem escolhas de suas curadorias na programa√ß√£o. É o caso da mais recente pesquisa encomendada pela empresa ao servi√ßo de levantamentos online NetQuest. A coleta de dados foi realizada entre os dias 13 e 15 de janeiro, com base nas respostas de 1 mil pessoas, entre 16 e 25 anos.

O Observatório de Séries teve acesso antecipado ao relatório, que "foi equilibrado por idade e g√™nero, e representatividade de uma popula√ß√£o online que assiste a filmes e programas de TV via streaming, TV paga e TV aberta no Brasil". Entre as conclus√Ķes est√£o:

  • 69% dos brasileiros dizem que encontrar personagens que passam pelas mesmas situa√ß√Ķes que eles na tela é um fato importante na hora de decidir ao que assistir;
  • 49% dos que responderam sentem que situa√ß√Ķes que acontecem em uma série ou filme acontecem com frequ√™ncia em suas vidas (ou seja, pelo menos uma vez por m√™s);
  • 8 em cada 10 (79%) jovens disseram que agora eles se veem mais na tela do que antes;
  • 60% sentem que elas se encontram mais refletidas na tela do que h√° 5 anos;
  • 57% j√° se perguntaram "o que o meu personagem favorito faria nessa situa√ß√£o".

Netflix busca aproximação com jovens por meio de tramas localizadas

De acordo com Maria Angela de Jesus, diretora de produ√ß√Ķes da Netflix brasileira, a proximidade dos jovens com a plataforma se d√° justamente por conta da orienta√ß√£o que busca histórias localizadas. "A gente percebe que esse jovem est√° em busca de conte√ļdos e que esse jovem n√£o vinha sendo t√£o fortemente atendido, no sentido de ter conte√ļdos que falassem com eles. Ent√£o buscamos conte√ļdos que abram esses di√°logos, que n√£o sejam t√£o romantizados. Que sejam mais próximos da realidade de cada um deles", disse, em entrevista exclusiva ao Observatório de Séries.

-
Feedly: assine nosso feed RSS e n√£o perca nenhum conte√ļdo do Canaltech em seu agregador de not√≠cias favorito.
-

Maria Angela de Jesus, diretora de produ√ß√Ķes da Netflix brasileira (Imagem: Reprodu√ß√£o/Observatório de Séries)

Como exemplo, ela citou a série nacional Sintonia, Original Netflix que aborda a vida na periferia de S√£o Paulo e foi um dos maiores sucessos tupiniquins na plataforma. Assim como outras atra√ß√Ķes servem de refer√™ncia para os dados internos, a exemplo de Stranger Things, esse conte√ļdo também se tornou base de como a companhia pode representar melhor seu p√ļblico.

"Quando a gente olha para Sintonia, ela vai para uma periferia de S√£o Paulo ainda pouco retratada quando nos conte√ļdos nacionais. Lembro que, quando sa√≠ram os primeiros trailers, os coment√°rios de muitos jovens nas redes sociais eram exatamente isso. Duas, uma comentando para a outra: "P√ī, é a gente na balada s√°bado a noite", "É a gente", "É nós". Ent√£o, voc√™ percebe que [a Netflix] est√° ampliando seu universo e trazendo de fato uma audi√™ncia que n√£o estava sendo atendida", comenta Maria Angela.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech: