BRK remove 9 toneladas de lixo no primeiro bimestre de estações elevatórias e de tratamento de esgoto de Porto Ferreira

Trabalho é realizado periodicamente com o objetivo de garantir o bom funcionamento das unidades, mantendo assim a eficiência do tratamento

BRK remove 9 toneladas de lixo no primeiro bimestre de estações elevatórias e de tratamento de esgoto de Porto Ferreira

Com o objetivo de garantir o bom funcionamento das 11 Estações Elevatórias de Esgoto (EEE) e das três Estações de Tratamento de Esgoto (ETE), a BRK, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto em Porto Ferreira, realiza periodicamente a limpeza preventiva em poços de esgoto e etapa de gradeamento de resíduos das unidades de tratamento. Somente no primeiro bimestre deste ano, foram retiradas 9 toneladas de resíduos recebidos nessas estruturas operacionais. São materiais despejados de forma irregular e que não deveriam ser descartados na rede de esgoto doméstica. Em 2022, por exemplo, o acumulado do ano chegou a 53 toneladas.

A limpeza preventiva é realizada no sistema de gradeamento, dispositivo responsável por reter os resíduos sólidos grosseiros, previamente ao processo de tratamento do efluente. Durante a ação, que faz parte dos serviços rotineiros da concessionária, são removidos lixos de diversas origens que chegam às tubulações e estruturas responsáveis pelo bombeamento e tratamento dos efluentes e que podem causar danos aos equipamentos e prejuízo aos serviços prestados.

O serviço é executado com auxílio de caminhões hidrojato. O equipamento conta com dispositivo de sucção, tanque de armazenamento e mangueiras de elevada pressurização, onde, o conjunto suga todo material presente no poço e sistema de gradeamento. O resíduo removido é direcionado a leitos de secagem e tem como destino posterior o aterro sanitário.

Entre os resíduos mais encontrados no processo de limpeza preventiva estão areia, plásticos, resto de alimentos e gordura. Estes materiais provocam impactos negativos para o processo de tratamento do esgoto, podendo causar desde entupimentos em ligações domiciliares a retornos de esgoto, extravasamentos e entupimentos de redes que exigem, inclusive, ações destrutivas para troca da tubulação e restabelecimento pleno do seu funcionamento.

As elevatórias e estações de tratamento também podem sofrer danos em seus equipamentos em razão do descarte irregular, em especial no sistema de bombeamento. Além disso, o acúmulo de areia provoca a diminuição da capacidade das estruturas.

"As limpezas das caixas (remoção de areia) ocorrem em todas as unidades dentro de um cronograma anual, que considera a limpeza de acordo com o acúmulo de areia em cada local. Em algumas estações a intervenção ocorre três vezes por ano, em outras duas vezes e, há unidades ainda, que uma vez no ano. Vale destacar que a limpeza do gradeamento é realizada semanalmente. A ação preventiva é importante para que os equipamentos responsáveis pelo tratamento dos efluentes mantenham seu bom funcionamento. Isso impacta diretamente no meio ambiente e, claro, na qualidade de vida e na saúde da população", afirma Alex Zampieri, gerente operacional da BRK em Porto Ferreira.

No município, são tratados diariamente mais de 7 milhões de litros de esgoto, o que corresponde a 80% dos efluentes produzidos na cidade.

Além disso, 96% do esgoto é coletado de toda a área urbana por meio de 322 quilômetros de redes instaladas.

Atendimento 24h

A BRK mantém um trabalho ininterrupto na operação e manutenção dos serviços de saneamento da cidade. Para acionar a concessionária os consumidores podem entrar em contato pelo telefone 0800 771 0001, que funciona 24 horas ou ainda pelo WhatsApp, no (11) 9 9988-0001, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h.

Acompanhantes Goiania