Exclusivo - entrevista vereador Élcio Arruda:

"Quero representar uma outra via àqueles que não querem um candidato de situação ou oposição"

Por Redação Jornal do Porto em 23/03/2020 às 09:09:24

Esta semana o Jornal do Porto entrevistou com exclusividade o vereador Élcio Gustavo Silveira Arruda (MDB), que atualmente é o parlamentar com mais tempo na Câmara Municipal, no final de seu terceiro mandato. Élcio é fisioterapeuta e ligado ao Bloco do Boi Inimigo Meu. E também é um dos nomes mais cotados do seu partido para ser candidato a prefeito ou a vice-prefeito nas eleições de outubro.

Essa cotação se dá tanto pelo trabalho que o vereador realizou em seus mandatos como vereador e também no cargo de superintendente da Agência Reguladora de Porto Ferreira (2017-2018), quanto pelo provável impedimento de uma candidatura do ex-prefeito Dr. Maurício Sponton Rasi, líder do partido em Porto Ferreira, juntamente com a esposa Viviane Rasi.

Assim, a especulação gira em torno de dois ou três nomes do partido, que já decidiu em reunião este mês que terá uma chapa com candidato a prefeito e vice nas eleições.

Élcio Arruda gentilmente concedeu a seguinte entrevista.

Jornal do Porto – O senhor é o vereador mais antigo na Câmara hoje, chegando ao final do terceiro mandato consecutivo. Especula-se que o senhor poderá ser candidato a prefeito ou a vice, numa chapa do seu partido, o MDB. O que tem de verdade nisso?

Élcio Arruda – Após 12 anos no Poder Legislativo, vivenciei importantes mandatos e amplas discussões com o Poder Executivo, que me proporcionaram uma evolução e um amadurecimento que me faz crer que estou preparado para me colocar à disposição do meu partido, visando um outro cargo diverso do de vereador. Sou nascido nesta cidade, vivo ela de forma intensa e sob todos os prismas, social, cultural e profissional, na área da saúde, como fisioterapeuta há muitos anos. Acredito que dentro de um processo democrático eleitoral, a cidade vai querer ouvir propostas de novos candidatos, assim tenho recebido incentivos de agrupamentos comunitários e pelas redes sociais para esta proposta perante meu partido. O MDB, ao longo de anos, vem crescendo em Porto Ferreira, tem grandes quadros, bem como outros excelentes nomes, como médicos, empresários, comerciantes, advogados que também estão se colocando à disposição para eventuais prévias. Destaco por exemplo o nome da Viviane Rasi e do despachante Kiko Ribeiro, os quais inclusive foram medidos em pesquisas e apontam percentuais importantes e de possibilidade de crescimento, assim como eu. Temos ainda vários deputados parceiros de grande expressão estadual e nacional que apoiariam, sem dúvida, um nome da legenda. Caso o meu partido e ou a população entender que Élcio Arruda é o nome, trabalharei incansavelmente para desenvolver essa importantíssima missão da melhor maneira possível. Com propostas palpáveis e que se encaixariam no perfil de nossa cidade. Acredito que ao longo destes futuros meses o partido irá medir isto de maneira técnica e isenta para aferirmos e decidirmos sobre uma candidatura própria e quem seriam os nomes dos candidatos e prefeito e vice-prefeito, com a sempre correta condução de nosso líder local Maurício Rasi.

Jornal do Porto – Durante os dois primeiros anos da atual gestão o senhor ocupou a superintendência da Agência Reguladora. Na ocasião, o senhor não ficou preocupado com a reação dos seus eleitores, por deixar a cadeira de vereador para ocupar um cargo comissionado? E por que resolveu aceitar?

Élcio Arruda – Primeiramente, agradeço ao atual prefeito pela confiança, que depositou em meu nome, para ocupar um cargo em seu governo. Já tínhamos uma amizade nos tempos em que o Rômulo fazia parte da Câmara e sempre existiu este respeito e da minha parte continuará existindo, independentemente do que aconteça no futuro. Quando fui convidado a ir para Agência Reguladora, para mim foi um grande desafio, uma nova experiência. Apesar de ter me licenciado do meu mandato de vereador, em momento nenhum deixei de realizar meu trabalho em prol de meus eleitores e do povo de nossa cidade, com muitas conquistas para a população, tais como: novas ambulâncias, reforma da Rodoviária, emendas para a área de saúde via SUS, recursos para obras de infraestrutura, novos recapeamentos asfálticos, recursos do Detran para investimentos no trânsito, novos semáforos, poupa tempo municipal, CAPs, recursos para o Hospital Dona Balbina e entidades como a Apae e nos próximos meses também para o Solar. Ou seja, procurei acumular uma experiência valiosa no Executivo sem descuidar do meu mandato e dos meus eleitores, participando com os demais vereadores de debates importantes que foram travados.

Jornal do Porto – Conte um pouco mais sobre o trabalho como superintendente da ARMPF. E por qual motivo o senhor deixou o cargo?

Élcio Arruda – Como superintendente da Agência Reguladora, tenho total certeza que cumpri muito bem o meu papel, no firme propósito das atribuições do meu cargo e de Agência, avançamos na regulação do transporte público (novos itinerários, novos pontos e abrigos de ônibus, cobrança eletrônica, valores populares no bilhete), o tratamento de esgoto saltou de 11 a 12% de cobertura e chegou a 75% do percentual que a cidade produz e nos próximos anos chegará aos 99%, melhora na qualidade de vários serviços relacionados a água e esgoto, mudança da sede da Agência (hoje é bem mais fácil seu acesso, identificação e localização), melhorias na Rodoviária. Deixei o cargo com a certeza do dever cumprido, com vários e bons projetos em andamento. Voltei para a Câmara no início de 2019 para dar continuidade no trabalho legislativo, e no meu primeiro ano de retorno à Câmara apresentei vários projetos e matérias de grande relevância a nossa sociedade, além de vários recursos conquistados. Fui um dos vereadores que mais apresentou matérias nas mais diversas áreas.

Jornal do Porto – Apesar de ser um vereador eleito por um partido que teve o candidato a prefeito derrotado em 2016 (Maurício Rasi), o senhor ocupou um cargo de confiança no atual governo e depois voltou à Câmara. Pelas suas posições em votações, não se pode dizer que o senhor é um vereador de oposição. Caso decida ser candidato a prefeito ou a vice este ano, o senhor mudará de postura no Legislativo? Isto é, passará a atuar de forma mais forte contra a pauta do governo?

Élcio Arruda – Quando ocupei um cargo de confiança, após ouvir os dirigentes do meu partido, se deveria ou não assumir, muito embora o MDB nunca se posicionou como situação ou oposição, deixando seus vereadores livres para votar no que fosse melhor para a cidade e rejeitar projetos que no nosso entender não representasse os interesses da grande maioria da população. Foi um grande desafio, lutei e me esforcei durante os quase dois anos na Agência e não será o fato de ser pré-candidato a prefeito ou a vice prefeito que mudará minha postura na Câmara. Nosso partido virá com propostas, com um bom debate perante todos os setores e segmentos da sociedade, com humildade, mas com seriedade de representar uma outra via de escolha daqueles que não querem um candidato da situação, nem da oposição. Seremos uma opção a mais dentro do debate eleitoral.

Jornal do Porto – Na sua visão e experiência política, quais os pontos da atual Administração Municipal estão cumprindo um bom papel e quais precisam melhorar?

Élcio Arruda – Respeito muito o trabalho de todas as Secretarias e seguimentos, más é claro que sempre se consegue melhorar, em vários aspectos e áreas, como já sugeri por várias vezes, não só a atual administração, mas também as outras. Precisamos melhorar, agilizar e ampliar a limpeza pública, a manutenção e conservação dos probos públicos, humanizar o atendimento de todos aqueles que procuraram o serviço público, sempre com respeito, valorizando os mais humildes, valorizando o trabalhador. Creio que temos um caminho grande para aperfeiçoar nosso sistema de ensino, minimizar os dissabores da rede pública de saúde. Cada prefeito que passou contribuiu para a cidade, com suas ideias e suas políticas públicas. Não seria diferente com meu partido. Precisamos com nossos deputados fortalecer as relações com outros entes governamentais na busca de recursos, principalmente a fundo perdido, para não onerar mais os cofres públicos. Teremos um grande desafio que será o pagamento do empréstimo ao meio de uma grande incerteza mundial e nacional. Infelizmente a economia não têm reagido e as projeções são ruins após a pandemia, sem contar na relação sempre difícil do Executivo nacional com o Congresso. Esse cenário será desafiador para o novo prefeito.

Jornal do Porto – Os vereadores receberam críticas por reajustarem os próprios salários acima da inflação e por manter o mesmo subsídio para a próxima legislatura, em época de crise financeira e num cenário incerto por conta da pandemia do coronavírus. O que o senhor pensa sobre isso?

Élcio Arruda – Acho que é um assunto polêmico, mereceria uma discussão mais ampla. Acredito que algumas matérias que foram aprovadas deveriam ter sido objeto de maiores debates, este não é diferente. A reposição inflacionária é algo que deve atingir todas as categorias, mas a forma como o projeto foi inserido e a maneira de veicular à sociedade geraram um mal-estar que poderia ser minimizado. O Legislativo já discutiu temas importantes para a cidade, deu governabilidade ao atual prefeito, não gerou crises, porém existe um clima adverso em toda a nação em relação aos agentes políticos, que somente com muito trabalho e esclarecimentos poderá ser melhorado. Importante salientar que a alíquota foi para todos servidores públicos, prefeito, vice e secretários. Vivemos uma democracia e a população está mais que correta em cobrar. São muitas informações que chegam, não só local, mas de outras localidades e muitas de forma negativa, relacionados à política. Contudo, o cidadão deve comparecer mais nas sessões, cobrar seu vereador, ver o trabalho que realiza, com críticas e sugestões. Quanto à fixação de salário para a próxima legislatura, não se pode caracterizar como benefício próprio, pois ainda não se sabe quem será candidato ou será reeleito. Muitas pessoas estão se aproveitando da situação para criticar, pois além dos famosos "fake news", muitos são pré-candidatos, mas sempre em ano eleitoral isso se intensifica. Ressalto ainda que estou iniciando uma pós-graduação em Gestão Pública para poder ter ainda mais conhecimento em administração pública, seja voltada para o Executivo (Prefeitura) ou Legislativo (Câmara). Convido a todos a acompanhar meu trabalho pelas redes sociais no Facebook/vereadorelcioarruda e Instagram/arrudaelcio e no site: www.elcioarruda.com.br

Jornal do Porto – O espaço está aberto para suas considerações finais.

Élcio Arruda – Agradeço primeiramente a Deus, meus eleitores e toda população ferreirense pela confiança em minha pessoa e meu trabalho, a minha família que é base de tudo, meu partido MDB na pessoa do Dr. Maurício e demais amigos, ao Jornal do Porto. Até a próxima eleição temos um grande caminho a percorrer. O que quero é sempre ajudar, com muita fé, honestidade e trabalho. Digo que o trabalho em prol de Porto Ferreira é contínuo. Penso que a política pode e deveria atingir a vida das pessoas de uma forma positiva, com boas ações voltadas a todas as classes sociais. Acredito que juntos podemos fazer diferente, sempre visando a qualidade de vida e o bem-estar da nossa população. Pelo bom relacionamento que tenho com todos grupos políticos de nossa cidade tenho certeza que conseguiremos a tão sonhada união de esforços pelo povo e para povo, independentemente de quem vença as eleições ou seja o candidato. Juntos podemos sim fazer uma cidade, um governo modelo, rumo ao desenvolvimento, ao progresso. Deixo aqui meu mandato à disposição de todos. Obrigado. Que Deus abençoe a todos.

Fonte: Redação Jornal do Porto

Cavaliani

Comentários