Porto Ferreira recebe prêmio da Secretaria Estadual de Educação por crescimento da alfabetização

Porto Ferreira recebe prêmio da Secretaria Estadual de Educação por crescimento da alfabetização

O Governo do Estado de São Paulo premiou 120 municípios que se destacaram na Avaliação de Fluência Leitora no ano passado. Na área de abrangência da Diretoria de Ensino de Pirassununga, apenas Porto Ferreira e Leme foram agraciados.

Os municípios foram divididos em duas premiações: "leitores", para as cidades destaques no percentual de crianças leitoras; e "crescimento", para as cidades que mais avançaram nos resultados em relação à primeira edição. Porto Ferreira faz parte desta última.

A classificação deu-se pelo aumento do índice na avaliação de fluência leitora diagnóstica comparada com os resultados da avaliação somativa (diagnóstica no início de ano, somativa no final de ano). As avaliações acontecem com os alunos dos segundos anos do Ensino Fundamental.

A entrega da premiação aconteceu em evento realizado na Sala São Paulo, na Capital, nesta terça-feira (20/02). A cerimônia serviu para o lançamento do programa Alfabetiza Juntos SP e contou com a participação do governador Tarcísio de Freitas e do secretário estadual de Educação, Renato Feder, entre outras autoridades.

Porto Ferreira foi representada pela Secretária de Educação interina, Keila Marcondes, que foi acompanhada pelas coordenadoras pedagógicas Joseli Fortunato da Silva e Danusa Marin dos Santos.

"O prêmio consagra os esforços que vêm sendo engendrados entre o Poder Executivo Municipal, Secretaria de Educação, por meio de toda sua equipe técnica, equipe gestora das Escolas Municipais de Ensino Fundamental dos anos iniciais e, principalmente, pela ação dos docentes que atuam com total comprometimento e profissionalismo junto aos educandos de nosso município. Parabenizamos a todos por esse reconhecimento recebido e que possamos cada vez mais elevar a qualidade de nosso ensino, que já é de elevado padrão", ressaltou a secretária de Educação interina, Keila Marcondes.

"É uma satisfação muito grande vermos Porto Ferreira alcançar mais esse resultado expressivo na alfabetização de suas crianças, com o reconhecimento pelo Governo do Estado. Parabenizo toda a equipe da Secretaria de Educação e nossos professores por esta conquista", disse o prefeito Rômulo Rippa.

O programa Alfabetiza Juntos SP é uma iniciativa que pretende unir os 645 municípios e as 91 diretorias de ensino com o objetivo de atingir a alfabetização de crianças até os 7 anos de idade.

Avaliação de fluência leitora

A avaliação da fluência visa verificar a capacidade do estudante de ler palavras, pseudopalavras e textos voltados à sua etapa escolar de forma fluida e no ritmo adequado. Nesse modelo de avaliação, geralmente aplicado nos segundos anos do Ensino Fundamental, a criança realiza uma leitura para um professor ou uma professora e tem o seu desempenho associado a um Perfil de Leitor.

É realizada uma gravação da leitura do estudante, feita por meio de um aplicativo da Plataforma de Atividades e Avaliação Formativa, que depois é analisada por um professor ou uma professora. Não é necessário estar conectado à internet na hora da aplicação do teste, de modo que todo o material gravado pode ser processado e enviado à análise posteriormente.

Para a análise do desempenho em leitura do estudante, são levados em conta três critérios: precisão, que é a capacidade de ler corretamente as palavras escritas; velocidade ou automaticidade, que diz respeito à realização de uma leitura fluida, sem grandes pausas e dificuldades; e prosódia, que aponta para o uso correto dos aspectos tônicos e rítmicos do discurso, como a pausa na vírgula e a entoação interrogativa em uma pergunta. Além disso, o estudante pode ter de responder questões sobre o conteúdo do texto que leu.

Divulgação dos resultados

Os resultados alcançados pelos estudantes são divulgados na plataforma da rede de ensino de acordo com diferentes perfis: Pré-Leitor, Leitor Iniciante e Leitor Fluente, além daqueles que, por alguma razão, não realizaram nenhuma leitura. A partir dessas informações, gestores e professores podem planejar e desenvolver estratégias pedagógicas com foco na leitura de acordo com o nível de desenvolvimento de cada um dos seus estudantes.