Saneamento e saúde caminham lado a lado em Porto Ferreira

BRK investe em nova adutora para beneficiar 15 mil pessoas e avança com obras da ETE Fazendinha para universalizar o tratamento do esgoto

Saneamento e saúde caminham lado a lado em Porto Ferreira

Saneamento e saúde não podem ser desassociados. Onde há água potável acessível e um sistema eficiente de coleta, tratamento e destinação final ao esgoto, os riscos relacionados a doenças associadas a esses serviços essenciais ao ser humano são reduzidos. A BRK, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto em Porto Ferreira, tem investido para manter um alto padrão de qualidade em ambos os serviços. Hoje, 100% da área urbana da cidade recebe água potável nas torneiras e 80% dos imóveis já possuem tratamento adequado do esgoto.

No Dia Mundial da Saúde, a ser comemorado em 7 de abril, Porto Ferreira está prestes a ganhar duas novas melhorias. Uma delas é uma nova adutora de água tratada, a ETA Corrêa-Porto, que em breve deve entrar em operação e beneficiará cerca de 15 mil pessoas de 17 bairros. A outra é a obra de ampliação de capacidade da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Fazendinha, que segue em ritmo acelerado para atingir a universalização do serviço de esgotamento sanitário no município.

Em um panorama nacional em 2022, a estimativa era de que 35 milhões de brasileiros viviam sem água tratada e 100 milhões sem acesso à coleta de esgoto, realidade bem diferente de Porto Ferreira, que, mensalmente, tem 450 milhões de litros de água potável distribuídos aos imóveis e 7 milhões de litros de esgoto tratados.

"Temos trabalhado para melhorar nosso sistema de distribuição de água, garantindo água com qualidade e com pressão adequadas, e investido no tratamento do esgoto para que possamos chegar muito em breve aos 100% de efluentes tratados e, assim, proporcionar ainda mais saúde e qualidade de vida à população, levando o saneamento muito além do básico", afirma Alex Zampieri, gerente de operações da BRK em Porto Ferreira.

Vale dizer que entre as doenças que podem ser evitadas com um serviço de saneamento eficaz estão a diarreia, disenteria bacteriana, febre tifoide, cólera, leptospirose, hepatite A, verminoses e até mesmo as chamadas arboviroses, como as que são transmitidas por insetos como dengue e Chikungunya e zika.

"O saneamento é parte essencial de todo um complexo sistema que envolve a saúde pública. Ao garantirmos a água de qualidade e oferecermos o tratamento correto ao esgoto, estamos ajudando a prevenir doenças e garantir a qualidade de vida da população", afirma Diego de Oliveira e Silva, gerente regional de Qualidade, Saúde, Segurança e Meio Ambiente (QSSMA) da BRK.

Acompanhantes Goiania