"MEMÓRIAS DE PORTO FERREIRA - Fotos antigas e histórias da cidade" completou dois anos de criação com quase 10 mil membros

Publicada no JORNAL DO PORTO dia 16-5-2022

"Um povo sem história não é digno de memória". A célebre frase do jornalista e historiador Lélo Cabianca ilustra bem um dos motivos que levou o servidor público Moisés Anacleto Bercke a criar a Página/Grupo "MEMÓRIAS DE PORTO FERREIRA – Fotos antigas e histórias da cidade" na rede social "Facebook".

As "MEMÓRIAS DE PORTO FERREIRA" tem como objetivo a "publicação de fotos antigas sobre a História de Porto Ferreira, suas paisagens naturais, edifícios históricos, instituições, sua gente, e personagens que tiveram importância para a cidade".

"Sempre gostei muito de História, embora não tenha sido minha formação inicial, uma vez que sou formado em Direito, e apenas agora estou cursando Licenciatura em História. Após algum tempo pesquisando, resolvi criar uma página sobre a História de Porto Ferreira, na qual, não se contasse apenas a história da cidade e das pessoas públicas, e das instituições, mas também das pessoas comuns, que também são atores da História".

"Desta forma, em referida página as pessoas poderiam contribuir, publicar, admirar, se entreter, relembrar a infância, o passado, o caso engraçado, as lembranças, enfim, o que foi importante e contribuiu para a formação de nossa cidade e sociedade Ferreirense", menciona Moisés Bercke.

O fundador das "MEMÓRIAS" relembra a importância de se ter em mente como era a vida no passado: "Até meados do século passado, a cidade era um pequeno quadrilátero, com um tamanho bem reduzido de quarteirões". Hoje a cidade se espalha com seus bairros para os quatro cantos do município, ganhando importância política e projeção econômica.

Antes o fornecimento de energia elétrica na cidade era bem deficitário, ou simplesmente não havia eletricidade em alguns bairros, como no caso da antiga "Vila Querosene", como era conhecida a Vila Maria, pelo uso de candeeiros e lamparinas para iluminar as casas. Hoje a eletricidade é um recurso com praticamente meio século de universalização em nossa cidade.

Antes as charretes, as carroças e os carros de boi eram os "veículos" predominantes na vida urbana Ferreirense.

Hoje, os automóveis, caminhões, motocicletas e demais automotores tomaram conta da paisagem, sendo que já existem mais de 40 mil deles no município.

Outro exemplo é a telefonia e a internet. Para as pessoas que nasceram antes dos anos 2.000, o surgimento dos telefones celulares e da internet é "memória", uma vez que possuem a lembrança do começo destas tecnologias. Já para os mais jovens, nascidos depois dos anos 2.000, o surgimento destas tecnologias é "história".

Moisés Bercke apresenta alguns números interessantes alcançados pela página criada há cerca de dois anos, obtidos apenas nestes últimos 28 dias: Existem 9.792 Membros/Participantes; 1.314 publicações e comentário feitos no período; 7.746 reações e mais de 70.600 visualizações da página; O dia mais popular foi quarta-feira, e o menos popular a sexta-feira; Os horários mais populares foram: segunda-feira (13h), terça-feira (22h), quarta-feira (23h), quinta-feira (19h), sexta-feira (11h), sábado (22h) e domingo (20h).

A origem dos membros por cidades são: Porto Ferreira (7.725), São Paulo (231), Pirassununga (167), Descalvado (135), Ribeirão Preto (128), Santa Rita do Passa Quatro (110), Campinas (79), Araras (48) e Santa Cruz das Palmeiras (42); e a origem dos participantes por países são: 9.729 do Brasil, 14 de Portugal, 9 da Nigéria, 8 dos Estados Unidos, 7 do Reino Unido, 3 de Angola, 3 da Suíça, 2 da Argentina, 2 da Espanha e 2 de Malta.

A publicação que mais foi visualizada foi a "Enchente do Rio Mogi em 1970", publicada em 23/03/2022, na qual teve cerca de 8.600 visualizações.

Outra publicação que teve muita repercussão foi a "Quem conheceu e se benzeu com a Dona Dina Alexandrina do Bairro Vila Maria", publicada em 16/03/2022, com cerca de 6.800 visualizações.

A publicação "Baldassa, Família tradicional de Porto Ferreira, reunida para comemoração do Jubileu de Ouro do casal Ângelo e Rosa, local Vila Nova, próximo da Rua Luiz Gama com a Rua Manoel Ribaldo, em julho de 1969", publicada em 10/04/2022, repercutiu bastante também, com cerca de 6.500 visualizações.

Ressalta-se a importância da participação/publicação de fotos e vídeos pelos Membros, mas com o cuidado de não se contrariar as regras do grupo, para seu bom andamento e convívio harmônico entre os participantes, quais sejam, a proibição de postagens, discussões, inclusive "lives", que tratem de posições e opiniões políticas, filosóficas e morais, além de postagens que nada tem a ver com a História de Porto Ferreira, bem como ofensas, xingamentos e palavras de baixo calão, sob pena de exclusão da postagem/membro.

"Agradeço aos Membros das "MEMÓRIAS DE PORTO FERREIRA" pela colaboração com a Página, sem a qual, a importância e sucesso dela não seriam o mesmo sem a participação de vocês...

A História de Porto Ferreira é riquíssima, e vale a pena valorizarmos nosso passado, para termos consciência de como chegamos aos nossos dias de hoje, e assim, arquitetarmos nosso futuro", finaliza Moisés Bercke.

Acompanhantes Goiania