Analista do ICMBio de Pirassununga está desaparecido desde domingo à noite

Carro da vítima, que também estava desaparecido, foi localizado nesta quarta-feira, 30

Analista do ICMBio de Pirassununga está desaparecido desde domingo à noite

O funcionário público federal, Francisco de Assis Neo, 58, analista do ICMBio, localizado no Distrito de Cachoeira de Emas em Pirassununga, com residência fixa na rua Antônio Polezi, no Jardim Limoeiro, em Cachoeira de Emas, está desaparecido desde a noite de domingo, 27, quando foi visto pela última vez saindo sozinho do Bailão conhecido como "do Natal Furlan", localizado no referido bairro.

O homem que está sem ser visto já por cerca de 48 horas, trabalhava no sistema Home Office desde o início da pandeia, cumpria com todos seus afazeres, não tinha inimigos e querido por todos.

O carro da vítima, um Corsa Sedan, de cor prata, também estava desaparecido, mas foi localizado nesta quarta-feira.

De acordo com a funcionária do imóvel de Francisco, ao chegar para trabalhar a mesma viu alguns pingos de sangue na entrada da porta e, de imediato, desconfiou que havia alguma coisa de errada.

"Eu entrei na casa e logo chamei pelo sr. Francisco. Percorri por todo o imóvel e não o encontrei, bem como também o veículo não estava na garagem como de costume", testemunhou a funcionária.

A mulher de 44 anos, ligou para o patrão e como não obteve um retorno, entrou em contato com a Polícia pelo 190. Exatamente as 10h20, a viatura foi deslocada ao local, ou seja, para a rua Antônio Polezi, 449, Jardim Limoeiro, próximo na Unidade de Saúde da Família, em Cachoeira de Emas, Distrito de Pirassununga, chegando às 10h20, onde os policiais foram atendidos pela funcionária, do servidor público federal lotado na Unidade do ICMBio de Pirassununga.

O histórico registrado do BO/PM, assinado pelo 1º Sargento PM Vandeir, diz o seguinte;

"A US FOI ACIONADA VIA COPOM PARA AVERIGUAR UM POSSIVEL DESAPARECIMENTO DE PESSOA, NO LOCAL EM CONTATO COM A SRA I.B.S.F.*, EMPREGADA DO SR FRANCISCO DE ASSIS NEO, DISSE QUE CHEGOU NA RESIDÊNCIA COMO DE COSTUME E AO ENTRAR NO QUINTAL E QUANDO SE APROXIMOU DA PORTA DA SALA VIU NO CHÃO 4 PINGOS DE SANGUE E QUE O CARRO NÃO ESTAVA NA GARAGEM AS PORTAS E JANELAS ABERTAS ADENTROU À RESIDÊNCIA E ACHOU A TELEVISÃO LIGADA, ÓCULOS DE GRAU CAÍDO NO CHÃO DO QUARTO E AO LIGAR PARA ELE SÓ DAVA CAIXA POSTAL DIANTE DOS FATOS ACIONOU A POLÍCIA MILITAR, A US VERIFICAMOS A RESIDENCIA E ENTRAMOS EM CONTATO NO LOCAL DE TRABALHO DELE IBAMA E NO HOSPITAL E ELE NÃO FOI ENCONTRADO. REALIZADO CONTATO COM O DELEGADO PELO 1°DP FOI DISPENSADO A PERÍCIA NO LOCAL. ERA O QUE HAVIA A RELATAR" (sic).

*Para preservação, o redator deste portal, abreviou no nome da mulher no histórico do BO/PM.

O fato que chama atenção neste histórico BO/PM, quando é relatado que em contato com o delegado pelo 1º DP, foi dispensado a perícia no local, isto apesar do histórico apresentado.

Perícia no local

O início da noite desta terça-feira, 29, pouco mais das 18 horas, o delegado de plantão solicitou ao plantão da CPJ que fosse acionado o Instituto de Criminalística para realizar os trabalhos periciais no imóvel.

Um investigador de polícia seguiu para o bairro de Vila Santa Fé, onde reside a empregada da vítima que se encontra desaparecida, a fim de pegar as chaves do imóvel e seguir para o imóvel localizado na rua Antônio Polezi, porém, não se sabe se imóvel já foi limpo pela funcionária, pois, na manhã de segunda-feira, 28, quando noticiado pela Polícia Militar não teria ocorrido interesse em preservar o local.

Preocupados

Um sobrinho da vítima desaparecida, morador na cidade de São Carlos/SP, fez contato com nosso Editor, pois, a família esta sem saber o que fazer, preocupados com a situação, um fato inusitado.

Amigos de trabalho e vizinhos estão apavorados, pois nunca Francisco deixou o imóvel por tanto tempo.

Acompanhantes Goiania