Site da Anvisa é atacado por hackers; agência explica que dados não foram afetados

Site da Anvisa é atacado por hackers; agência explica que dados não foram afetados
Invasores colocaram uma bandeira da Argentina no site, o que indica uma rela√ß√£o com a suspens√£o do jogo que seria feito contra o Brasil no último domingo (5). Site da Anvisa sofreu ataque cibernético na tarde desta quarta-feira (8).

Anvisa | Reprodução

Um dos sites da Agência Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) sofreu um ataque cibernético na tarde desta quarta-feira (8). Na p√°gina, os invasores colocaram uma bandeira da Argentina e uma mensagem.

O site alvo da a√ß√£o é o dedicado ao preenchimento da Declara√ß√£o de Saúde do Viajante (DSV), um documento obrigatório para todos os turistas vindos do exterior que desejam entrar no Brasil por via aérea.

O ataque ocorre três dias depois da suspens√£o do jogo entre Brasil e Argentina. A partida foi cancelada após a agência entrar em campo para retirar atletas argentinos que descumpriram a exigência de quarentena prévia para entrada no país.

Na tarde de domingo (5), as duas sele√ß√Ķes disputariam jogo pelas eliminatórias da Copa do Mundo na Neo Química Arena, em S√£o Paulo. A decis√£o da agência de entrar em campo foi tomada depois de seguidas tentativas de impedir que os jogadores irregulares fossem ao est√°dio e participassem da disputa.

Em suas declara√ß√Ķes nos formul√°rios de entrada no país, a delega√ß√£o argentina omitiu que 4 jogadores estiveram no Reino Unido.

Anvisa queria que argentinos ficassem em quarentena e n√£o suspens√£o de jogo do Brasil, diz diretor

Viajantes com esta procedência precisam cumprir uma quarentena prévia antes de entrar no Brasil. A medida entrou em vigor no dia 30 de dezembro de 2020.

Quando a Anvisa interrompeu a partida, 3 dos 4 atletas que deveriam estar em quarentena estavam em campo. O cl√°ssico Brasil e Argentina foi suspenso pela Conmebol.

Entenda a suspens√£o do jogo entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo

No ataque cibernético, os hackers acessaram a p√°gina de Declara√ß√£o de Saúde do Viajante (DSV), onde consta o formul√°rio necess√°rio para a entrada de viajantes vindos do exterior no Brasil.

"Assim que identificou o ataque, a √°rea de seguran√ßa digital da Anvisa entrou em contato com os órg√£os de seguran√ßa do Governo Federal para as a√ß√Ķes cabíveis", explicou a agência. "O formul√°rio ficou fora do ar entre 15h35 e 17h10. O servi√ßo, no momento, est√° operando normalmente."

Veja mais vídeos: