Aplicativos do Android terão 'tabela nutricional' de dados coletados a partir do ano que vem

Aplicativos do Android terão 'tabela nutricional' de dados coletados a partir do ano que vem
Apps hospedados na Play Store, loja oficial do sistema, precisar√£o detalhar quais informa√ß√Ķes s√£o obtidas. Iniciativa é similar a que a Apple adotou. Ícone do Google.

Patrick Semansky/AP

O Google anunciou nesta quinta-feira (6) que até o final de 2022, todos os aplicativos hospedados na Play Store, loja oficial do Android, v√£o precisar detalhar quais dados coletam dos usu√°rios.

A iniciativa é parecida com a "tabela nutricional" que a Apple introduziu com o iOS 14.

A novidade permitir√° visualizar em um só lugar o conjunto de dados que um aplicativo pode coletar para realizar o rastreio do usu√°rio.

As pessoas v√£o poder ser quais informa√ß√Ķes os apps têm acesso como localiza√ß√£o, contatos ou dados pessoais como endere√ßo de e-mail.

O Google disse que seus próprios aplicativos v√£o mostrar essas informa√ß√Ķes, que poder√£o aparecer para os usu√°rios a partir do 1¬ļ trimestre de 2022 – até o 4¬ļ trimestre, todos os aplicativos precisar√£o adotar a nova política.

A Apple foi alvo de críticas dos criadores de aplicativos ao liberar o novo recurso – segundo eles, a companhia n√£o ofereceu contexto o suficiente para explicar a coleta dos dados.

'Tabela nutricional' de dados coletados em dispositivos da Apple.

Divulgação/Apple

O Google, por outro lado, disse que vai permitir que os desenvolvedores detalhem as finalidades do uso de dados e como eles afetam as funcionalidades do aplicativo.

A companhia afirmou que vai informar os usu√°rios quando as informa√ß√Ķes forem criptografadas e se as pessoas podem escolher n√£o compartilhar os dados.

Ainda n√£o foi demonstrado uma tela de exemplo sobre como a "tabela nutricional" vai aparecer nos celulares Android.