Procon-SP quer exigir que Apple forneça carregador de iPhone para clientes que pedirem

Procon-SP quer exigir que Apple forneça carregador de iPhone para clientes que pedirem
Empresa deixou de incluir adaptador de tomada em seus celulares e foi notificada por órg√£o de defesa do consumidor em outubro. Órg√£o pediu mais explica√ß√Ķes, dizendo que n√£o foi demonstrado "ganho ambiental" com a medida. Apple n√£o inclui mais carregador em iPhones, apenas um cabo USB-C.

Fabio Tito/G1

O Procon-SP voltou a notificar a Apple nesta quarta-feira (2) para mais detalhes sobre a retirada do carregador dos iPhones.

A companhia deixou de colocar o adaptador de tomada em todos os seus celulares em outubro, após anunciar os novos iPhone 12, afirmando que a decis√£o faz parte de "seus objetivos ambientais".

Na an√°lise do Procon-SP, "a empresa n√£o demonstrou esse ganho ambiental" em sua primeira resposta, pois n√£o apresentou um plano de recolhimento dos aparelhos antigos e de reciclagem.

O posicionamento veio pouco depois de um mês de o Procon-SP notificar a Apple pela primeira vez sobre o caso. No final de outubro, o órg√£o solicitou que a empresa esclarecesse os motivos da decis√£o de retirar o item.

Em comunicado, o órg√£o afirmou que "ir√° exigir que o equipamento [carregador] seja disponibilizado para consumidores que pedirem". Porém, a fabricante do iPhone ainda tem o prazo de 72 horas para se manifestar.

"Para que seja possível vender o celular sem o carregador, é necess√°rio que o aparelho possa ser carregado em qualquer carregador existente. Se ele só puder ser carregado no modelo específico, se torna uma venda casada", afirmou ao G1 Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

A manifesta√ß√£o da Apple ser√° analisada pela diretoria de fiscaliza√ß√£o do órg√£o. "Caso sejam constatadas infra√ß√Ķes à lei, poder√° ser multada conforme prevê o Código de Prote√ß√£o e Defesa do Consumidor", diz um comunicado.

Procurada pelo G1, a Apple disse que n√£o ir√° comentar o caso.

Os consumidores podem comprar o item separadamente. No Brasil, um carregador custa R$ 199 na loja oficial da empresa.

Em seu site, a fabricante do iPhone afirma que os consumidores podem usar carregadores que j√° possuem ou comprar os acessórios separadamente.

No entanto, a maioria dos acessórios antigos tem entrada USB-A, enquanto todos os celulares vir√£o com cabo USB-C. Somente o iPhone 11 Pro e 11 Pro Max eram vendidos com adaptador de tomada com porta USB-C.

"O consumidor que comprar um iPhone sem carregador deve fazer uma reclama√ß√£o eletrônica pelo site do Procon-SP", disse Fernando Capez.

Carregador com entrada USB-A (esquerda) e carregador com entrada USB-C (direita).

Reprodução/Apple

Apple anuncia a nova geração do iPhone

VÍDEOS de tecnologia: