Redes sociais e privacidade: amigos ou conhecidos podem ver anúncios com base na nossa navegação?

Redes sociais e privacidade: amigos ou conhecidos podem ver anúncios com base na nossa navegação?
Tira-dúvidas comenta as tecnologias usadas para direcionar a publicidade na web e quais configuraƧƵes existem para que você controle o uso dos seus dados. Se você tem alguma dúvida sobre seguranƧa da informaĆ§Ć£o (antivírus, invasƵes, cibercrime, roubo de dados etc.), envie um e-mail para [email protected] A coluna responde perguntas deixadas por leitores às terƧas e quintas-feiras.

Redes sociais prometem privacidade, mas usuƔrios precisam navegar por um labirinto de configuraƧƵes e ajustes para evitar o uso de dados.

Stephen Lam/Reuters

Toda vez que estou pesquisando um produto no Safari, poucos segundos/minutos depois aquele mesmo produto aparece como "sugestĆ£o" no Instagram/Facebook da minha esposa no iPhone dela, que estĆ” conectado à mesma rede. Ou seja, tudo que eu pesquiso na web aparece sugestĆ£o pra ela. Com isso, se eu quiser fazer alguma surpresa, ela acaba descobrindo antes. Como bloquear esse tipo de "compartilhamento"? – Alexandro

Que situaĆ§Ć£o chata, Alexandro!

Infelizmente, se isso estĆ” acontecendo e você quer comprar um presente surpresa para sua esposa sem que ela fique sabendo, talvez seja melhor fazer a compra em uma loja física. E, só para garantir, coloque seu celular em modo aviĆ£o antes de se aproximar da loja.

O problema é que a conexĆ£o/rede que vocês compartilham pode nĆ£o ser o único fator responsĆ”vel por essas sugestƵes. Acessar a internet de outro local até pode ajudar, mas também pode nĆ£o ter efeito algum.

As empresas que oferecem publicidade contextualizada (como é o caso do Facebook e do Google) sĆ£o capazes de obter seus dados de navegaĆ§Ć£o em muitos sites da internet.

Quando você visita um site com tecnologias como AdSense, Analytics (ambos do Google) e Facebook Pixel, a visita é associada ao seu perfil.

Além de você usar a mesma rede que sua esposa, é muito provĆ”vel que o Facebook também saiba que vocês dois costumam interagir nas redes sociais.

Se você tem um perfil no Facebook e colocou que é casado com sua esposa, essa informaĆ§Ć£o também pode ser usada para vincular os perfis, ou seja, gerar semelhanƧas entre as sugestƵes que vocês recebem.

NĆ£o existem detalhes específicos sobre como o Facebook e o Google vinculam os dados de perfil e navegaĆ§Ć£o para escolher a publicidade que aparece para cada usuĆ”rio – isso é parte do "molho secreto" da tecnologia dessas empresas.

O que podemos imaginar é que todas as informaƧƵes do perfil e interaƧƵes (curtidas, frequências de mensagens, e outros) podem ser usadas para essa finalidade.

Facebook deixa anunciantes direcionarem campanhas com base em informaƧƵes do perfil, mas usuĆ”rio pode ajustar configuraĆ§Ć£o.

ReproduĆ§Ć£o

Uma soluĆ§Ć£o "rĆ”pida" é realizar sua navegaĆ§Ć£o em modo anônimo ou privado (esse modo estĆ” disponível em qualquer navegador; veja aqui como iniciar uma janela privada no iPhone). Isso evita que as informaƧƵes sejam facilmente atreladas ao seu perfil.

Saiba mais: As empresas de tecnologia te escutam para vender publicidade? É mais provĆ”vel que elas nem precisem.

Como diminuir seus 'rastros' on-line

O Facebook e o Google oferecem dezenas de configuraƧƵes e ajustes de privacidade que podem influenciar o que é levado em conta para definir os anúncios.

No Facebook, você pode encontrar essas configuraƧƵes a partir da pĆ”gina VerificaĆ§Ć£o de privacidade. Ela possui diversas seƧƵes e subseƧƵes e você terĆ” de navegar em todas elas e conferir. Uma das seƧƵes mais importantes é a de preferências de anúncios.

ConfiguraƧƵes de privacidade do Facebook permite escolher o que serĆ” levado em conta para anúncios contextualizados.

ReproduĆ§Ć£o

Veja alguns dos ajustes disponíveis no Facebook:

Quais informaƧƵes do seu perfil podem ser usadas em publicidade direcionada (relacionamento, emprego, formaĆ§Ć£o). Por exemplo, se você colocou no seu perfil que tem formaĆ§Ć£o em ensino superior, um anunciante pode direcionar anúncios de mestrado ou de segunda graduaĆ§Ć£o para você. Se você desligar, esses anúncios podem nĆ£o aparecer (ou você irĆ” recebê-los mesmo sem ter concluído a faculdade, por exemplo);

Ativar ou desativar frequências de anúncios sobre Ć”lcool, política, criaĆ§Ć£o de filhos e animais de estimaĆ§Ć£o;

Ativar ou desativar anúncios com base em dados de parceiros, atividade fora do Facebook e interaƧƵes;

Atividade fora do Facebook;

Histórico de localizaĆ§Ć£o;

Dados da própria rede social: quem pode ver suas publicaƧƵes, quem pode procurar você pelo e-mail ou número de telefone. Esta última opĆ§Ć£o, se deixava ativa, pode associar seu número ao seu nome com facilidade.

O Google oferece duas pĆ”ginas importantes para ajustes de privacidade. Uma delas é o "Check-up de privacidade", onde você encontra algumas configuraƧƵes, entre as quais estĆ£o:

Atividade na web. Monitora todos os sites que você acessa. Desativar o registro da atividade vai impactar gravemente as sugestƵes de notícias no app do Google, além dos anúncios.

Histórico de localizaĆ§Ć£o.

Histórico do YouTube. Os vídeos que você jĆ” assistiu ficam registrados no histórico. Eles sĆ£o usados para recomendar outros vídeos.

A personalizaĆ§Ć£o de anúncios do Google é configurada em outra pĆ”gina e pode ser desativada. As configuraƧƵes de privacidade dos anúncios do Google usados por outros sites podem ser configuradas no site do AdChoices. Depois que a pĆ”gina carregar, você pode clicar em "Opt out of all" para reduzir o rastreamento.

O 'labirinto' da privacidade

Como fica evidente pelo número de opƧƵes existentes em apenas duas empresas (Facebook e Google), proteger a privacidade na web é um verdadeiro labirinto.

Uma "configuraĆ§Ć£ozinha" aqui e outra ali podem fazer a diferenƧa entre um anúncio personalizado aparecer para você ou nĆ£o. É fĆ”cil se perder ou se sentir intimidado pela quantidade de ajustes.

E isso vale apenas para esses dois serviƧos. Muitos outros sites possuem seus próprios ajustes de privacidade. É necessĆ”rio configurar cada um individualmente.

Se você usa Windows e/ou uma conta Microsoft, vale a pena conferir as configuraƧƵes de privacidade da conta Microsoft (você pode visualizar as informaƧƵes e realizar ajustes on-line, mas muita coisa precisa ser ajustada no próprio Windows ou nos apps da empresa).

Embora leis como a GDPR na Europa e a Lei Geral de ProteĆ§Ć£o de Dados do Brasil tenham insistido na ideia de que cada cidadĆ£o possa controlar o compartilhamento e o uso dos seus dados, nenhuma lei enfrentou o maior problema: a criaĆ§Ć£o de uma forma padronizada para manifestarmos nossa vontade.

Saiba mais: O que a LGPD muda para os cidadĆ£os? Veja perguntas e respostas

Em vez de cada site nos perguntar se autorizamos o uso de "cookies", por exemplo, seria muito mais fĆ”cil que os sites respeitassem uma configuraĆ§Ć£o realizada uma única vez, preferencialmente no próprio navegador.

Infelizmente, nĆ£o é assim. Os navegadores web até tentaram introduzir uma configuraĆ§Ć£o chamada "NĆ£o Rastrear", mas nem todas as redes de anúncios respeitam essa configuraĆ§Ć£o.

ConfiguraĆ§Ć£o 'nĆ£o rastrear' no Google Chrome. Mesmo com esse ajuste ligado, ainda é necessĆ”rio configurar preferência de privacidade para nĆ£o ser rastreado.

ReproduĆ§Ć£o

Por mais que cidadĆ£o tenha legalmente o controle dos seus dados, é mais difícil fazer esse controle ter efeito prĆ”tico quando nĆ£o hĆ” uma forma simples de comunicĆ”-lo aos serviƧos que usamos.

Dúvidas sobre seguranƧa digital? Envie um e-mail para [email protected]

VÍDEOS: Aprenda dicas sobre seguranƧa digital