Um homem foi assassinado na noite desta segunda-feira (14) no Posto 6, ao lado da via Anhanguera, em Porto Ferreira, com dois tiros, após um desentendimento. O suspeito de autoria é um policial militar que mora em Porto Ferreira, mas que trabalha em São Paulo, e foi preso depois do fato pela PM.

Segundo relatos e informações extraoficiais, William Carlino Fadel (foto), de 39 anos, residente na Estância dos Granjeiros, em Porto Ferreira, estava no posto de combustível e próximo dele estava o suspeito, o policial Denilson Felipe Francisco, 20 anos morador da Vila Maria. O policial, que estava à paisana, estaria embriagado, segundo os relatos.
Em dado momento, por motivos a serem apurados, começou uma discussão entre Fadel e o policial, que teria sacado uma arma de fogo e feito dois tiros à queima roupa. Um dos tiros atingiu o rosto, próximo à boca, e outro o abdômen da vítima.
Fadel foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. O policial teria fugido do local com um veículo Hyundai Tucson, em direção a Pirassununga. Chegando ao pedágio, ele colidiu na traseira de um Fiat Palio com placas de São Paulo. O policial continuou em fuga, mas foi detido num cerco policial. Com ele teria sido apreendida uma pistola .40 da Polícia Militar do Estado de São Paulo
A reportagem do Jornal do Porto aguarda informações oficiais da Polícia Militar sobre o caso.

Atualizado às 11:40 (15/05/2018)

0
0
0
s2sdefault