Férias 1
A Câmara aprovou em primeira discussão a concessão de férias remuneradas ao prefeito e vice, num projeto que gerou certa polêmica nas últimas semanas. O assunto dividiu opiniões, como era de se esperar. Quem apoia a ideia diz que o prefeito é um trabalhador como qualquer um e, portanto, tem direito a usufruir de salário durante as férias (ele não vai receber 1/3 a mais como as outras pessoas, é bom dizer). A medida havia sido retirada da Lei Orgânica em 2016 enquanto o assunto era debatido no STF. Como foi considerada legal em 2017, e como só agora, depois de 2 anos e 8 meses o prefeito vai sair de férias pela primeira vez, pois vai se casar, ele resolveu enviar um projeto para apreciação da Câmara retornando o direito da remuneração nas férias.
Leia a matéria na íntegra no Jornal do Porto

0
0
0
s2sdefault