O engenheiro e professor Valdir Galiano propôs um estudo geoquímico do material sedimentado nos tubos de abastecimento de água da cidade de Porto Ferreira, para avaliar o potencial patogênico da água de abastecimento da cidade. Este estudo poderia fornecer um histórico dos elementos químicos presentes na água de abastecimento de Porto Ferreira e fornecer parâmetros para avaliar o potencial patogênico da água.

Caso a água do rio Mogi Guaçu possua algum potencial patogênico ou carcinômico, isso causaria uma maior incidência de todos os tipos de câncer a começar pelos que afetam os órgãos mais sensíveis do corpo humano, como por exemplo pulmão, mama, próstata, etc. Mesmo tendo como o agente causador fumo, álcool, sedentarismo, etc. Isso também pode ocorrer quando uma pessoa que é exposta a radiações intensas por exemplo, ela pode ser acometida por doenças relacionados ao sistema reprodutor, antes mesmo de apresentar qualquer problema de pele.
A comunidade científica já tem conhecimento, há algum tempo, que o processo convencional de tratamento de água talvez já não seja adequado para os dias atuais. Além da já citada contaminação da água dos rios pelos agrotóxicos, existe também a contaminação que vem do esgoto lançado nos rios. Ao tomarmos um remédio excretamos substâncias químicas. Estudos têm sido realizados para identificar o potencial patogênicos destas substâncias em especialmente àquelas excretadas quando tomamos analgésicos, antigripais, anticoncepcionais que são remédios consumidos em massa.
O objetivo estudo proposto é analisar quimicamente o material que se deposita nos canos de água de abastecimento para se traçar um histórico dos elementos químicos que estão e que já estiveram presentes na água, para correlacionar com o potencial patogênico de cada um dos elementos químicos e buscar novas soluções para a questão com o uso de novas tecnologias. As novas tecnologias são uma boa ferramenta para resolver problemas atuais ou responder questões advindas da forma de vida contemporânea.

0
0
0
s2sdefault