Na manhã de terça-feira (7) um veículo oficial da Secretaria de Saúde de Porto Ferreira foi flagrado entrando em um motel, no Jardim Regina, em Araraquara. O carro foi fotografado no portão de entrada do estabelecimento. Trata-se de um Fiesta de cor branca, com prefixo e placas de Porto Ferreira e inscrição oficial.
A denúncia foi feita no programa da rádio Morada, daquela cidade, e posteriormente publicada no site do grupo. Em pouco tempo, a notícia ganhou grande repercussão em Porto Ferreira, principalmente nas redes sociais, e também na imprensa regional.

A Prefeitura de Porto Ferreira se manifestou no mesmo dia e afirmou que estava tomando as providências necessárias para apurar o caso. "Será instaurado processo administrativo para esclarecimento, com direito a ampla defesa, e, comprovando a conduta irregular, o servidor responsável receberá as medidas previstas no Estatuto do Servidor", dizia a nota.
O prefeito Rômulo Rippa também se manifestou ainda na manhã de terça-feira, por meio de sua rede social, durante viagem a São Paulo. Disse que estava “envergonhado e estarrecido”. “Recebi agora pela manhã fotos de um veículo da Secretaria de Saúde entrando num motel em Araraquara, flagrado por um órgão de imprensa daquela cidade. Também me sinto entristecido, pois todos acompanham o trabalho e a luta que estamos travando para melhorar a Saúde do município, sendo que avançamos muito na questão do transporte de pacientes. Somente em 2018 foram adquiridos para o setor três vans, três ambulâncias, quatro automóveis e um ônibus novos”, escreveu o prefeito.
“Sei que esta é uma conduta isolada de um servidor, mas que prejudica toda a imagem do serviço e daqueles que ali trabalham. Por isto nossa indignação. Já conversei com o secretário de Gestão, que é o novo responsável pela gestão de veículos e motoristas, e já foi determinada a instauração de processo de sindicância para apurar responsabilidades”, continuou.
“Aproveito e informo que estamos finalizando processo licitatório para contratação de empresa que forneça rastreamento de veículos por GPS, para maior fiscalização e controle da nossa frota. Episódios como este jamais serão tolerados em nosso governo!”, encerrou Rômulo Rippa.
A reportagem do Jornal do Porto apurou que o motorista responsável pelo veículo foi chamado de volta a Porto Ferreira assim que a Prefeitura foi notificada pela reportagem da rádio Morada. Ele foi afastado da função de motorista, mas cumpre rotina de trabalho no setor de transporte enquanto aguarda o desenrolar da sindicância.

0
0
0
s2sdefault