Em evento do Dia Internacional contra a Corrupção, realizado pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), nessa quarta (12), em Brasília, foram anunciados os avanços no Programa Um por Todos e Todos por Um! Pela Ética e Cidadania, com os planos de universalização em 2019. Em parceria com o Ministério da Educação (MEC), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Instituto Mauricio de Sousa, a CGU atualizou e digitalizou o conteúdo do Programa para estender a iniciativa a todos os alunos do Ensino Fundamental nas escolas públicas, do 1º ao 5º ano.

Alinhados à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), os temas propostos serão introduzidos de forma gradativa nas séries iniciais, para posterior aplicação do material didático completo no 5º ano, consolidando os conceitos até então aprendidos num total de 36 aulas. Os conteúdos serão repassados por meio das historinhas e atividades com os personagens da Turma da Mônica, numa linguagem acessível e atrativa para as crianças aprenderem, em sala de aula, a diferenciar o certo e errado em termos éticos. O programa dissemina valores relacionados à democracia, participação social, responsabilidade cidadã e respeito à diversidade.
Já no início de 2019, a parceria permitirá que os temas relacionados alcancem aproximadamente 2,5 milhões de alunos do 2º ano do Ensino Fundamental nas escolas públicas brasileiras, por meio da distribuição da revista inicial do programa “A gente se entende”. O material reúne três histórias sobre leitura, compreensão do mundo, comunicação, libras, cidadania, entre outros temas.
Com a digitalização de todos os conteúdos, a expectativa é sensibilizar, no próximo ano, cerca de 15,3 milhões de alunos do primeiro ciclo do Ensino Fundamental nas escolas públicas e privadas. “Precisamos pensar o combate à corrupção de forma ampla e pelo viés da mudança de cultura. Nós atingimos 700 mil crianças nos últimos dez anos, mas chegou a hora de darmos um grande passo à frente por meio da digitalização do material e universalização do programa” ressaltou o ministro da Transparência, Wagner Rosário, durante o evento.

0
0
0
s2sdefault