Durante a realização da formatura da segunda turma de 2018 do Programa Educacional de Resistência as Drogas e a Violência (Proerd), que aconteceu no dia 14 de novembro, o instrutor do programa, cabo PM Osni Luciano Martins, durante a sua fala de encerramento, solicitou ao prefeito Rômulo Rippa a possibilidade de criação de uma lei municipal que autorize o Poder Executivo a contribuir financeiramente com a aplicação do programa.

Leis semelhantes existem em várias cidades da região, como por exemplo a cidade de Descalvado, que subsiste a Lei nº 4.179, de 3 de naio de 2018.
Com a possibilidade da criação desta lei, o Poder Executivo autorizaria a doação, dentro das suas possibilidades financeiras e orçamentárias, ao Proerd, desenvolvido em quase sua totalidade em nível municipal, bicicletas, camisetas e medalhas personalizadas, que serão objetos de premiação e entrega na formatura anual dos dois semestres, além de toda a organização das formaturas. “A iniciativa seria um investimento e incentivo à continuidade do programa no município e principalmente às crianças”, disse Osni Martins.
Para que isto ocorra, o prefeito deve encaminhar para a Câmara Municipal um projeto de lei para análise dos vereadores. Uma vez sendo aprovado na Câmara, retorna para a sanção do prefeito, tornando-se lei.
“Caso fosse possível, seria de uma ajuda imensa, tendo em vista que ficaria focado na total aplicação do Programa nas escolas, sem nos preocuparmos quanto à realização da formatura e premiação das crianças e a aquisição das camisetas”, finalizou Osni.

0
0
0
s2sdefault