Em seus 41 anos recém-completados o Jornal do Porto sempre se manteve fiel ao seu lema: “Da coletividade para a coletividade”. Sabemos que somos o que somos devido a uma troca constante que temos com a sociedade ferreirense.

Nós precisamos da sociedade, e esta também tem no Jornal do Porto a porta sempre aberta quando de nós necessita. Este é o principal motivo de nossa existência, ser um prestador de serviços de nossa gente, um canal para que todos possam se comunicar com respeito, interesse público e verdade.
Se pararmos para contar quantas e quantas vezes abrimos nossas páginas a entidades, grupos, causas, associações – e até políticos! –, sem cobrar um centavo sequer, apenas divulgando campanhas e eventos, certamente nos surpreenderíamos com a quantidade. Mas esta estatística nunca foi o nosso objetivo. O que sempre tivemos como norte foi colaborar e isto, para nós, basta.
Mas também gostamos quando somos lembrados por aquilo que fazemos de forma desprendida, solidária. E para exemplificar, esta semana nos encheu de orgulho a carta que recebemos dos antigos amigos Dirce Gomar e filhos, que dias atrás perderam marido e pai, o professor Luiz Devitte Gomar.
Reproduzimos a mensagem abaixo:
“Família Bellini
(sinônimo de simplicidade, desprendimento, dedicação)
Como é bom ter amigos como vocês, que sempre foram colaboradores de nossas instituições, mostrando o seu amor pela nossa gente, que tanto necessita em nossa cidade.
Sempre que batemos a sua porta, nos recebeu com sorriso, nunca negando uma publicação em seu maravilhoso jornal, o nosso “Jornal do Porto”.
Não encontro palavras para o nosso agradecimento.
Que “Ele” ilumine seus passos para continuar sua caminhada tirando os espinhos que venham a encontrar pela frente.
Senhor! Conceda-me o poder de dizer: Obrigada! Obrigada!
Dirce e filhos”

0
0
0
s2sdefault