Uma das coisas que eu “a-do-ro” na vida é ter de resolver qualquer coisa a respeito de pagamento, conserto e, principalmente, cancelamento de serviços por telefone. Pode ser com a operadora de telefonia, um banco ou a TV por assinatura. Confesso que só de saber que terei de ligar para resolver alguma coisa já estraga o meu dia e o nível de stress vai lá em cima.

Não sei, mas me parece que essas empresas têm algum tipo de pós-graduação em “não” resolver aquilo que você precisa. São várias as coisas irritantes. Desde o “gerundiando” dos atendentes que vão estar tentando, estar fazendo, estar aguardando, estar encaminhando; ou então o volume da ligação que não dá para ouvir direito o que eles falam; ou ainda a espera interminável na linha quando a gente sabe que basta a pessoa do outro lado dar um clique no computador para resolver o que a gente quer.
Outro dia mesmo precisei ligar na Sky, a operadora de TV por assinatura. Primeiro, que você já é atendido por uma robô (existe “uma” robô?). Podia ser a voz da Gisele Bündchen, pelo menos, garota propaganda da empresa. Não custaria forçar a imaginação e pensar ser ela de verdade.
“Já sei que, pelo seu número, você é nosso cliente. Já estamos localizando seu cadastro”. Depois, “ela” diz que você será atendido “por um de nossos especialistas”. Hummmm... que chique! Um especialista vai me atender. Não vejo a hora...
Um minuto, dois, cinco, dez... você já decorou a vinhetinha de espera, já sabe de trás pra frente o que vai passar naquele canal que você nunca assiste, etc. e tal. Talvez quando alguém de verdade atender eu nem me lembre mais porque estou ligando.
Ok, isso é má vontade minha. O que são 15, 20 minutos na linha? Pô, eu vou falar com um “especialista”! Essa gente é assim mesmo, super atarefada, deve estar terminando algum mestrado, sei lá...
Aí, finalmente, alguém atende: “Para a sua segurança, esta ligação está sendo gravada”. Ok, e alguém sabe como faz para solicitar a gravação depois? Bom, deixa pra lá, vai que eu pergunto e fico mais uns 20 minutos aguardando...
“Por favor, informe o CPF do assinante”. Uai, mas em meia hora eles ainda não localizaram o meu cadastro? Pelo meu número eles não viram que eu era um cliente? Ah é, esqueci... é um especialista, vive ocupado, não deve ter dado tempo...
Finalmente vou poder falar: “Eu queria cance...” tuu tuu tuu...
Por Cléber Fabbri - Jornalista e funcionário Público

0
0
0
s2sdefault