Enganado


Pensei que esta semana nós, colunistas e responsáveis pelo Jornal do Porto, teríamos uma semana calma, sem brigas e desafetos, mas me enganei. Mesmo sem escrever ainda incomodamos muita gente. Uma pena para nossos leitores. Já nem sei quanto tempo faz que estamos nas latrinas de pessoas maldosas e caluniosas. Mas... vamos lá.

Mal humor
Foi só mexer com o deputado Nelson Marquezelli (PTB) que o pupilo já ficou mal-humorado. Foi apenas um pequeno texto transcrito do Estadão, que o rapaz ficou bravinho, bravinho, com ameaças e novamente criticando o Jornal do Porto, devido à concorrência pública na qual já participamos com outros jornais, assim como podemos também participar em outras cidades e quem sabe lançar um jornal novo, projeto a se pensar. Agora, que o deputado Nelson Marquezelli (PTB) está legislando em causa própria, ah isso está.

Mal humor 2
Esse vereador só quer elogio, mas ele só critica. Não aceita crítica alguma. Nem foi o jornal que escreveu sobre o patrão de sua esposa, só foi transcrito e ficou todo nervosinho. Caro vereador, quem recebe para ver os problemas da cidade são vocês, se você como vereador acha que tem problema, fala alguns aí na tribuna. Se você está vendo a cidade nessa situação, critique, denuncie aí, esse papel é seu, e não meu. Tirar fotinho do lado do prefeito você quer. Falar dele na tribuna e descer o pau em sua administração, isso não. Como se esse papel fosse obrigação de um jornal ou da imprensa.
Pára com essa hipocrisia.

Mal humor 3
Verbas são dever, sim, daqueles que foram votados pelo povo. Então por que e para que ter um representante, se não for por melhorias e defender os interesses do povo? Já sei. Talvez pelos seus próprios interesses ou por cabide de emprego. Talvez, digo, talvez, por isso fica tão nervosinho e briga tanto. Mas... sem se mostrar ninguém se mantém, senão por que você insiste tanto em ficar repetindo as obras do seu patrão? Fazemos questão de falar dos nossos 41 anos, bem escritos na história e com amizades verdadeiras. Isso é uma coisa que vinda de você é muito duvidosa e nula, diga-se de passagem.

Aviso
Cuidado. Vocês, vereadores, na hora de escolher o presidente da Câmara, muito cuidado, pois tem vereador estilo cavalo paraguaio. Esse tem uma facilidade imensa de ser vítima. Tem também uma habilidade para falar e não cumprir que é absurda. E nem fica vermelhinho. O mesmo muda de lado fácil, fácil, sempre para o que lhe convém, claro. Palavra, então, não vale mais nada, mesmo jurando de pé junto, por isso, talvez seja um vereador “fita adesiva”, como disse o rapaz do bar. Então cuidado.

Recado
Será que alguém poderia avisar na tribuna da Câmara de segunda-feira que o Zeca, o Moura, o Pedro, a Maria, o João, o Zé Galo, o Bijelinha, o Mané, o Pereba, o Antônio, a Maria José, o Carlos, o Newton, o José Carlos, o Pedrinho, o Alexandre, a Márcia, a Carolina, a Ana, o Paulo, o André, o Jorge, a Catia, a Josefina, ufaaa entre outros, que não podemos ir à Câmara Municipal e que estamos assistindo e ouvindo AO VIVO pela Facebook, através do Jornal do Porto GRATUITAMENTE? Obrigado. Se é que me entendem.

Assessoria
Críticas surgem sobre a atitude de se divulgar o material da prefeitura, como já foi feito em todas as outras administrações passadas, e que sai no Jornal do Porto também como em vários outros sites, blogs e outros meios de comunicação. Esse material é cedido gratuitamente pela assessoria de imprensa da prefeitura, através de seu site oficial. Aliás, parece que tem gente que ainda não entendeu ou... deixa pra lá. Mas tem material de divulgação que nem pagando seria divulgado, e é isso que dói e deixa alguns doidinhos, porque são acostumados a comprar os outros e ou se vender. Entenderam?

Sem conversa fiada!!!!!
Fala polvo
Tem um bloguisinho, site ou sei lá como pode se chamar algo que só se copia e cola tudo que coloca na rede, que rosna tanto em profissionalismo moderno e vive como analfabeto digital em sua maquina OLIVETTI. E que não divulgou o outro caso de bingo clandestino, será que tinha alguém “emprestando” algum larjan (dinheiro em francês), para que ele só alfinetasse o prefeito com aquele acontecido ou se borrou com medo de divulgar os nomes dos proprietários do bingo, ah já sei você é um alienado que não se interessa por Porto Ferreira, esqueci.

Fala polvo 2
Ficou amargo desse jeito depois que teve que sumir na época do auto sequestro. Havia me esquecido que aqui na cidade ninguém presta para você, a não ser aqueles que te emprestam dinheiro. E se alguém for de algum tipo de elite ou ter algum titulo de clube social então. Como se fosse algum crime as pessoas serem bem sucedidas ainda mais se for um pouquinho mais que você, credo em cruzes. Haja recalque.

Fala polvo 3
Com senhora de idade caro (mais nem tanto) Marcos Rogério Duarte você fez questão de colocar o nome e agora isso é modernidade, imparcialidade, exemplo de jornalismo, que tanto cobra. Sempre correndo atrás, ainda do jornal impresso. Sua hipocrisia chega a dar ânsia em sorrisal, como dizem por aí. Caso não saiba o Jornal do Porto foi o pioneiro em site na região, só para você não esquecer o que é ser retrógado, contraditório e atrasado na roda da história.
Isso é bombaaaaaaaa.

E da-lhe R$ 150,00 por cabeça
Se soubesse tinha lhe “emprestado” a grana, assim como os seus amigos vereadores e ex-prefeito talvez estejam fazendo. Mas para nós aqui foi R$ 300,00 por quê? Isso é exploração demais, não acha? Tu não tá valendo tanto assim. Aliás, você não vale... deixa pra lá.

Pagando a conta
O teatrinho do governo federal dizendo que não tem dinheiro pra nada, que está tudo engessado, pode comover algumas pessoas. Os políticos, por exemplo. Mas saiba você, cidadão e eleitor, que a verba destinada pelo Tesouro à campanha eleitoral, é de R$ 1,7 bilhão; mais o dinheiro do Fundo Partidário que sai do Orçamento da União, de R$ 888,7 milhões. Resultando numa verba total de R$ 2,5 bilhões. Caro eleitor, se você não sabe, esse dinheirinho de pinga é seu!

Muita gente
É por isso que hoje temos um total de 35 partidos. Todo mundo quer um pedacinho do bolo, e nós é que pagamos a conta. O partido que mais recebe verba de campanha é o MDB, R$ 234 milhões. O segundo é o PT, R$ 212 milhões. Segue-se o PSDB, R$ 186 milhões; depois, o PP, R$ 131 milhões; PSB, R$ 118 milhões; PR, R$ 113 milhões; PSD, R$ 112 milhões; DEM, R$ 89 milhões; PRB, R$ 67 milhões; PTB, R$ 62 milhões; PDT, R$ 61,5 milhões; SD, R$ 40 milhões; Podemos, R$ 36 milhões; PSC, R$ 36 milhões; PCdoB, R$ 30 milhões; PPS, R$ 29 milhões; PV, R$ 24 milhões; PSOL, R$ 21 milhões; Pros, R$ 21 milhões; PHS, R$ 18 milhões; Avante, R$ 12 milhões; Rede, R$ 10 milhões; Patriota, R$ 10 milhões; PSL, R$ 9 milhões; PTC, 6 milhões; PRP, R$ 5,5 milhões; DC (ex-PSDC), R$ 4 milhões; PMN, R$ 4 milhões; PRTB, R$ 3,8 milhões; PSTU, PCB, PCO, PPL, Novo, PMB, R$ 980 mil cada um. Dá tranquilamente para fazer campanhas confortáveis. O povo brasileiro é muito generoso com seus políticos.

Suspeita
Durante 14 anos de existência, a ANS (Agência Nacional de Saúde), criada para defender o consumidor e regular os planos de saúde, permitiu reajustes muito maiores que a inflação às operadoras. Este ano, em alguns casos, foi autorizado reajuste de 20% nos planos, contra 3% da inflação. É muita coisa. Se quem foi criado para ajudar tá atrapalhando, fica difícil saber o que fazer. Mas até que enfim o assunto chegou no Senado, que deve abrir em breve uma CPI sobre a relação da ANS com as operadoras. Resta saber se vão apurar tudo mesmo ou se é apenas um disfarce para tirar algum proveito por fora.

0
0
0
s2sdefault