Eram cerca de 18 mil veículos em 2005, patamar que saltou para 39 mil em 2016
Um levantamento feito pelo Jornal do Porto com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostra que a frota de veículos do município aumentou 112% no período de 2005 a 2015. No mesmo período, para comparação, o aumento da população ferreirense foi de aproximadamente 12%.

Em números absolutos, eram cerca de 18 mil veículos em 2005, patamar que saltou para 39 mil em 2016. Ou seja, mais de 20 mil novos veículos nas ruas. Em 2010, a taxa de pessoa por veículo era de 1,77. No ano passado, a taxa caiu a 1,44.
Este grande aumento foi influenciado pela melhoria no poder aquisitivo da população, principalmente entre os anos de 2010 e 2012, quando a União facilitou o crédito e cortou a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para aquisição de carros e motocicletas, o que impulsionou o aumento da frota em todo o país.
As pessoas deixaram de andar de ônibus, no caso das cidades maiores, ou mesmo a pé ou de bicicletas, no caso de municípios menores, para comprar veículos, principalmente motos.
Porto Ferreira tinha 4.470 motocicletas em 2005. No ano de 2016, o número aumentou para 10.533. Ou seja, mais que dobrou. Já o número de automóveis, no mesmo período, foi de 11.024 para 19.585.
O descompasso entre a quantidade de veículos e de investimentos em infraestrutura impactou principalmente as grandes cidades e as regiões metropolitanas. São congestionamentos intermináveis, que acarretam em perda de tempo. Sem falar na poluição e seus prejuízos para a saúde.
Porto Ferreira, que era uma cidade com trânsito tranquilo e sem engarrafamentos no início do século, já vê em horários de pico grandes filas, principalmente em entroncamentos de avenidas de grande fluxo.
As estatísticas de crescimento do número de veículos em Porto Ferreira incluem automóveis, ciclomotores, motonetas, motocicletas, triciclos, micro-ônibus, camionetas, camionetes, utilitários, ônibus, caminhões, reboques e semirreboques.
Um Plano de Mobilidade e Acessibilidade Urbana está sendo discutido esta semana em Porto Ferreira. Já foi feito um diagnóstico de problemas e o processo está na fase das audiências públicas em várias regiões da cidade.
Após a apresentação final da proposta, um projeto de lei será enviado à Câmara Municipal para criação do Plano. Nesta fase, os vereadores também poderão propor emendas e, sem seguida, a matéria é votada.

 

0
0
0
s2sdefault