O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) lançou um novo serviço que si-mula o tempo de contribuição e diz se o trabalhador já tem tempo para pedir a aposentadoria por idade ou por tempo de contribuição. O lançamento da fer-ramenta ocorre dias depois de o governo anunciar oficialmente a suspensão da tramitação da reforma da Previdência no Congresso.

A proposta de emenda à Constituição (PEC), que deve ficar parada até o fim do ano, endurece as regras para se aposentar e mira sobretudo aumentar a idade mínima para atingir o benefício.
Diferente da ferramenta anterior disponível no site, a nova calculadora realiza uma busca automática de todas as informações e dados de vínculos do traba-lhador registrados nos sistemas do INSS. A simulação funciona apenas como um primeiro “indício” do direito, pois ao visualizar a suposta possibilidade de aposentadoria, o trabalhador entrará em contato com o INSS para saber se, de fato pode receber o benefício.
Também é importante esclarecer que, se no resultado da Simulação for infor-mado que há ‘Vínculo com Pendência’, o segurado não precisa ir imedia-tamente a uma agência corrigir, uma vez que o vínculo já consta no ca-dastro do INSS e a análise da pendência já será tratada quando o segurado fi-zer o pedido de um benefício.
O simulador está inserido no Meu INSS, uma ferramenta criada pelo instituto para desburocratizar a vida dos segurados. No portal, a pessoa acessa e acom-panha todas as informações da sua história de trabalho como dados sobre contribuições previdenciárias, empregadores e períodos trabalhados. O objetivo é que por meio do Meu INSS o segurado consiga acompanhar todas as fases do pedido pela internet, interagir com o INSS quanto ao seu processo e receber notificações diretamente pelo site ou aplicativo para celulares.
Atualmente, ao solicitar os benefícios da Aposentadoria por Idade e Salário-Maternidade pelo Meu INSS o sistema já faz uma busca para saber se o benefí-cio pode ser concedido automaticamente. A próxima novidade é a possibilida-de de fazer a atualização cadastral de dados como telefone e endereço direta-mente pelo Meu INSS. Hoje já é possível fazer pela Central de Teleatendimen-to 135 ou diretamente em uma agência do INSS. (Do site jusbrasil.com.br)

 

0
0
0
s2sdefault