A Justiça Eleitoral realiza em diversos municípios do país a campanha do cadastramento biométrico obrigatório, com a finalidade de identificar o eleitor pelas digitais ao votar e de atualizar os seus dados.
No Estado de São Paulo, o cadastramento biométrico obrigatório para as eleições 2018 acontece em 85 municípios, como parte do Programa da Biometria 2017/2018. Porto Ferreira, entretanto, não está incluída neste grupo.

Leia mais...

A Seção Especializada em Dissídios Coletivos (SDC) do Tribunal Superior do Trabalho declarou a nulidade de normas contidas no acordo coletivo firmado entre o Sindicato dos Trabalhadores no Comércio e Serviços do Município de Ananindeua (PA) e a empresa Econômico Comércio de Alimentos Eireli que condicionavam a garantia de emprego à gestante à comprovação da gravidez. O entendimento é o de que o direito à estabilidade é indisponível, e não pode ser objeto de negociação coletiva.

Leia mais...

O Carnaval acabou e, depois dele, termina também o horário de verão. Em vigor desde outubro do ano passado, os relógios devem ser atrasados em uma hora entre sábado (17) e domingo.
Além de São Paulo, outros nove Estados e o Distrito Federal participaram o horário de verão neste ano. O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal).

Leia mais...

O projeto piloto do Documento Nacional de Identidade (DNI) foi lançado na segunda-feira, 5, no Palácio do Planalto, em cerimônia com a presença do presidente Michel Temer e do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes. O documento será digital e vai reunir diferentes registros civis, como CPF e título de eleitor.

Leia mais...

Embate
Seria até cômico se não fosse trágico. Um debate sobre um anteprojeto de lei que cria o Conselho Municipal da Diversidade Sexual e Combate à Discriminação expôs alguns vereadores a um certo ridículo na última sessão da Câmara. Confundiram alhos com bugalhos, sendo que a coisa toda era até bem simples: criar políticas para coibir a violência contra o público LGBT e contra a discriminação. Mas tem gente que gosta de complicar. Aliás isso é cidadania e não democracia.

Leia mais...

O ano era 1990. Primeiro ano do malfadado governo do presidente Fernando Collor de Melo. Em Porto Ferreira o prefeito era Valdir Bosso. Porto Ferreira vivia uma gritaria com um grande reajuste do IPTU. A cidade tinha, também, um grande déficit habitacional. Estava aí montado o cenário para um bom enredo.
Nesta época conheci Lúcio Carioca, uma grande figura. Empresário do ramo de cerâmica era também um entusiasta do samba e das coisas boas da vida. Unimos-nos a Carlos Berque, Marcos Riolino, se não me engano, e outros amigos e resolvemos fazer um bloco para abrir a folia carnavalesca na tarde de sábado, quando não havia nenhuma atração na região central.

Leia mais...

Após assistir ao primeiro ensaio dos garotos que moravam perto de casa e conhecer os ótimos equipamentos de que dispunham, claro que pensei em me juntar a eles. E a ideia deles também era me levar para a banda. O útil ao agradável, pois.
Cláudio Lepri, André Ruiz e Júnior Suzigan disseram até que já tinham um nome para a banda: Resina! Eu fiz a pergunta que a partir de então eu também responderia até hoje: Resina? Por quê? Foi então que o Cláudio explicou que o nome havia sido sugerido pelo artista plástico Vitor Sanaiotti, que trabalhava com este material. Uma coisa moldável, adaptável, além de um nome forte, fácil de falar, guardar. Numa época em que estavam em alta Paralamas do Sucesso, Kid Abelha e os Abóboras Selvagens, João Penca e seus Miquinhos Amestrados, até que Resina parecia mesmo bem melhor. E o Vitor, aliás, prestou outras colaborações ao “marketing” do grupo. Fez logotipos, cenários, frequentava ensaios, shows etc. Um apoio muito bacana para nós, garotos, naquele início.

Leia mais...

O vereador Alan João Orlando (PSB) apresentou um requerimento na sessão de segunda-feira (05) da Câmara Municipal contendo um anteprojeto de lei que dispõe sobre a constituição do Conselho Municipal da Diversidade Sexual e Combate à Discriminação.
A matéria gerou uma certa polêmica durante os debates no Legislativo, principalmente com vereadores da ala evangélica.

Leia mais...