Chuva forte no último sábado provocou a queda; local já foi recuperado
O Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Santa Rita do Passa Quatro avaliou as condições da árvore que caiu no último sábado (20/1) na Cocheira Três Quedas. A queda foi provocada pela chuva e vento fortes ocorridos no período da tarde no município.
De acordo com o Departamento, em vistoria técnica feita no local, averiguou-se que na árvore existia um grande oco formado por cupins, onde havia se instalado um enxame de abelhas, conhecidas como Marmelada.

Esse oco, que consumiu toda a parte estrutural do tronco, ocasionou fragilidade e instabilidade à árvore, que por possuir uma grande copa, facilmente empurrada pelo vento e chuva, acabou quebrando rente ao solo. Outra árvore próxima à portaria, estava isolada, ficando totalmente exposta ao vento, que ocasionou a quebra do tronco cerca de 1,5 metro do chão.
O Departamento de Meio Ambiente atesta que o fato de não ter havido tombamento das árvores juntamente com as raízes, reforça que esses eventos aconteceram por causas naturais (cupins causando danos ao tronco e exposição ao vento), não tendo nenhuma relação com as águas pluviais das obras do local.
A constatação foi feita pelo biólogo Rodrigo Torres Cardoso, diretor do Departamento de Meio Ambiente.
Parte da passarela de acesso à cachoeira, danificada pela queda, já foi recuperada pela prefeitura e o local já está liberado pra visitação.
A Cachoeira Três Quedas é um dos pontos turísticos mais importantes de Santa Rita e o local recebeu um projeto de revitalização recentemente, onde foram construídos lanchonete, área de lazer para crianças, novos quiosques, decks de madeira, área de descanso, sanitários com acessibilidade e dois mirantes, além da substituição de todo o corrimão da escadaria.
O investimento teve como objetivo incentivar o turismo no município, atividade que hoje representa grande opção na geração de emprego e renda para a população.

0
0
0
s2sdefault