A Companhia Paulista de Vias Férreas e Fluviais encontrou muitas dificuldades para implantar a navegação no rio Moji Guaçu, que tinha como objetivo atingir a região cafeeira.

Não conseguindo autorização do Governo Provincial, recorreu ao Governo Imperial. A exclusividade, mais uma vez foi negada. A navegação comercial pelo rio Moji Guaçu, foi deixada a livre iniciativa.

Leia mais...

Em 1879, quando os trilhos da Companhia Paulista já haviam ultrapassado Pirassununga, aqui sobre o rio Moji Guaçu foi construída uma ponte de madeira.

Pouco tempo depois, no dia 15 de janeiro de 1880, foi inaugurado o trecho que chegava próximo ao rio, em local ermo e sem nenhum interesse comercial que viesse favorecer a ferrovia, conhecido como Porto de João Ferreira.

Leia mais...