Nesta quinta-feira (04/01) a Secretaria de Educação de Porto Ferreira iniciou o processo de transferência para o prédio que abriga a Emef Sud Mennucci, no Centro. A mudança de local foi anunciada em setembro do ano passado, quando o Conselho Municipal de Educação aprovou a priorização de matrículas por meio da rede física, de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).

Esta primeira fase da transferência deve ocorrer em 60 dias. Agora com cinco salas ociosas, por não abrigar mais os 1º e 2º anos, a escola permanece com os trabalhos da secretaria e nas salas de 3º, 4º e 5º anos. Nas cinco salas vazias serão instalados o gabinete da secretária, a assessoria técnica, as divisões administrativa, financeira e pedagógica e as supervisões da Secretaria de Educação.
A desativação gradativa da escola para que sirva à Secretaria de Educação teve como principal motivo a segurança dos alunos. Mais de 80% dos alunos matriculados em 2017 não residiam no Centro, bairro onde a escola funciona. Assim, eram necessárias 14 linhas de ônibus escolares e 11 peruas para realizar o transporte. A diminuição da distância foi o principal ponto levantado na proposta, pois reduz também os riscos com a segurança e a integridade física da criança no transporte.
Levar o aluno para estudar próximo de sua residência, além de efetivar normativa educacional (Lei de Diretrizes e Bases da Educação), proporciona também a integração entre a comunidade e a escola, ampliando as condições para a melhoria do rendimento escolar. Lembrando ainda que decreto baixado pelo prefeito Rômulo Rippa estipulou um limite de 25 alunos por classe nos anos iniciais, o que afasta qualquer hipótese de superlotação das salas, garantindo mais qualidade de ensino. E também se encontra em fase final de estudo a unificação dos currículos escolares de todas as unidades do município, ou seja, será oferecido o mesmo ensino em todas as escolas da rede municipal.
Um terceiro motivo para a transferência foi a questão da preservação do patrimônio do prédio. Inaugurado há 103 anos, ele é tombado pelo patrimônio histórico, o que impede qualquer alteração estrutural, inclusive a sua adequação às normas de acessibilidade aos alunos. Com a transformação em Palácio da Educação, a Secretaria poderá cuidar ainda mais da preservação do patrimônio físico e histórico do prédio, até mesmo como reconhecimento expresso da importância fundamental à tradição ferreirense.
“Demos início a esta mudança no dia de hoje reafirmando nossa proposta e compromisso de levar mais segurança para nossas crianças, de fortalecer as comunidades escolares nos bairros e de cuidar de forma mais efetiva do patrimônio do prédio da escola Sud Mennucci. Volto a garantir que tudo foi feito com muito estudo, com muito carinho, e que nenhum aluno sofrerá prejuízo, pelo contrário”, disse a secretária de Educação, Cláudia Regina Lopes Aguiar, na manhã de quinta-feira.
Durante uma primeira vistoria no prédio, a secretária constatou que existem danos em partes do telhado e do assoalho em alguns pontos. “Já vamos fazer um levantamento sobre estes danos e estando aqui poderemos recuperar tudo de forma mais rápida e garantir a preservação do patrimônio”, completou.
Nos próximos meses a mudança permitirá a devolução da parte do prédio alugado na qual está instalada a Secretaria de Educação atualmente, o que poderá gerar uma economia de quase R$ 90 mil ao ano para a Prefeitura.
Fonte: Assessoria de Comunicação, Cerimonial e Eventos

0
0
0
s2sdefault