Técnicos do programa Cidade Legal iniciaram na semana passada os trabalhos de levantamento planialtimétrico e do projeto urbanístico do bairro conhecido como Jardim Anésia 2, na Região Oeste.
As ações fazem parte do projeto de regularização fundiária de imóveis que ocupam áreas sem registro público, numa parceria com a Secretaria de Estado da Habitação.
Processo semelhante já ocorreu este ano com o Jardim Alegrete, uma área parcelada próxima ao Jardim Anibal, onde residem cerca de dez famílias.

Os trabalhos no Jardim Anésia 2 tratam da execução de projeto urbanístico de regularização, elaboração de memoriais descritivos para registro imobiliário e levantamento topográfico. Outro local que também deve receber os técnicos é a Estância Porto Alegre (avenida dos ranchos, próxima à Vila Sybilla).
Apenas no Jardim Anésia 2, formado por residências na área da extinta Fepasa, são cerca de 515 lotes/famílias e 2.060 pessoas, ou 3,75% da população ferreirense.
A regularização permitirá ao governo municipal pleitear recursos e programas em outras esferas de governo para melhorar a condição de vida das famílias residentes nessas áreas.
“Estamos dando sequência ao processo de regularização fundiária desses bairros, alguns deles muito populosos, e com isso oferecer mais dignidade a todas as famílias. Agradeço também a participação dos vereadores Sérgio Rodrigo de Oliveira e Ismael da Farmácia, parceiros nessa iniciativa junto à Secretaria Estadual de Habitação”, comentou o prefeito Rômulo Rippa.
Fonte: Assessoria de Comunicação, Cerimonial e Eventos - Prefeitura de Porto Ferreira

0
0
0
s2sdefault

Jornal do Porto TV