A Redação do Jornal do Porto recebeu esta semana reclamações sobre o acúmulo de água das chuvas na rotatória que dá acesso à cidade pela rodovia Anhanguera, na avenida João Martins da Silveira Sobrinho, na altura da rua Daniel de Oliveira Carvalho. O alagamento pode colocar em risco a segurança de motoristas que trafegam pelo local.
A reportagem entrou em contato com a Intervias, concessionária de rodovias da região, e com a Secretaria de Infraestrutura, Obras e Meio Ambiente da Prefeitura, para saber quem é o órgão responsável pela drenagem do local. As respostas, entretanto, foram contraditórias.

A Intervias, por meio de sua assessoria, informou que foi realizada uma vistoria no local e ficou constatado que “o alagamento ocorre com águas provenientes do escoamento da área de domínio da Prefeitura”. E prossegue: “Não localizamos nenhum sistema de drenagem de águas pluviais nas ruas adjacentes ao local. É importante ressaltar que o local se encontra fora da faixa de domínio da Intervias e que recentemente a mesma não realizou nenhum tipo de obra nas proximidades, ou seja, a contribuição proveniente da rodovia não foi alterada nos últimos anos”.
A Secretaria de Infraestrutura, Obras e Meio Ambiente, por sua vez, informou que o alagamento está em dispositivo da concessionária e a água é proveniente do escoamento da rodovia e do viaduto ali próximo, ambos de responsabilidade da Intervias. O município ainda informou que encaminhou ofício à concessionária a respeito do problema, solicitando providências, mas não obteve ainda uma resposta.

0
0
0
s2sdefault

Jornal do Porto TV